Diretor da Fórmula 1 comemora corrida sprint em São Paulo: “Foi a melhor das três”

Após uma movimentada corrida sprint em Interlagos, o diretor-esportivo Ross Brawn ficou animado com o futuro da ideia na Fórmula 1 a partir de 2022

ACHAMOS OS DONOS DA BANDEIRA DE HAMILTON NO GP DE SP DE F1 | TT GP #39

O GP de São Paulo marcou o terceiro e último fim de semana com corrida sprint, marcada pela boa largada de Valtteri Bottas, o vencedor, e pela histórica recuperação de Lewis Hamilton, saindo de último para terminar em quinto. Por isso, Ross Brawn, diretor-esportivo da Fórmula 1, voltou a elogiar o formato.

Em 2021, ano de estreia do formato na Fórmula 1, três eventos sprint foram programados: no GP da Inglaterra, Max Verstappen triunfou para garantir a 1ª posição na largada, e no GP da Itália, em Monza, Valtteri Bottas levou a Mercedes à vitória. A terceira e última disputa deste ano aconteceu no Brasil, no GP de São Paulo.

Após a corrida sprint do último sábado (13), Brawn saiu contente com o experimento em seu primeiro ano. Além disso, mostrou que pretende mesmo expandir a ideia para a próxima temporada.

VALTTERI BOTTAS; MERCEDES; GP DE SÃO PAULO; CORRIDA SPRINT; F1; FELIPE MASSA;
Felipe Massa cumprimenta Valtteri Bottas após vitória do finlandês na corrida sprint em SP (Foto: Mercedes)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“A corrida sprint de sábado foi, na minha opinião, a melhor das três. Teve muita ação, várias disputas, inclusive com o Lewis [Hamilton] escalando o pelotão. Foi um sábado de muito entretenimento, um aperitivo para o prato principal no domingo”, afirmou o dirigente.

“Tivemos um sábado incrível também. Nunca pode ser subestimado o quanto a corrida sprint impacta na sexta-feira. Com apenas uma hora de treinos livres, cria uma imprevisibilidade para o resto do fim de semana, pois as equipes não estão preparadas. Acho que as bases estão consolidadas para a sprint e vamos, em breve, apresentar nossos planos para seis eventos em 2022”, seguiu.

Para 2022, a categoria já pensa em expandir a ideia para seis etapas. Além disso, Brawn revelou a possibilidade de aumentar a pontuação distribuída nas corridas sprint. Atualmente, apenas os três primeiros pontuam: 3 tentos para o 1º lugar, 2 para o 2º colocado e 1 para quem terminar na 3ª posição. O inglês opina que seria importante as corridas sprint terem um real impacto na tabela do campeonato, desde que esse impacto não seja “alto demais”.

“Algumas coisas nós precisamos mudar, mas o Brasil mostrou que a corrida sprint é um grande acréscimo para o fim de semana, tornando todos os dias grandes momentos empolgantes para todo mundo”, finalizou Brawn.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar