Diretor da Force India evita dar detalhes, mas diz que acordo com Aston Martin está “um pouquinho longe”

O diretor-adjunto da Force India, Bob Fernley, espanou a impressão de que o acordo entre a equipe e a Aston Martin está fechado. Segundo ele, um acerto ainda está um tanto quanto distante

O acordo da Force India com a Aston Martin parecia certeiro, mas o diretor-adjunto do time indiano tratou de diminuir o grau de certeza no qual está a conversa entre as companhias.
 
Ainda no México, o dono da Force India, Vijay Mallya, contou que se tratava de uma negociação tripla com Aston Martin e também a marca de bebidas Johnnie Walker envolvidas. Se um acordo for atingido, o time será rebatizado.
 
Só que Fernley afirmou que o acordo ainda está um pouco distante de ser fechado.
Bob Fernley (Foto: Force India)
"Duas coisas: uma é que eu acho que é um problema dos acionistas e é uma discussão que está acontecendo com Vijay. Em segundo lugar, ainda está um pouquinho longe. É de dar crédito ao time por ter atraído uma marca como a Aston, ainda que apenas para discussões", disse.
 
Ainda que mude o nome no próximo ano, a equipe vai seguir sendo indiana, assim como manterá a dupla de pilotos, Nico Hülkenberg e Sergio Pérez, ambos já de contratos renovados. 
 
Antes que possa mudar o nome, a Force India ainda corre duas vezes neste ano – a próxima delas, em 15 de novembro, no GP do Brasil.

document.MAX_ct0 ='';
var m3_u = (location.protocol=='https:'?'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?':'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random()*99999999999);
document.write ("”);
//]]>–>

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube