Diretor segue com discurso cauteloso e diz que Lotus ainda é ameaça ao quinto lugar da Force India na F1

Mesmo com o pódio na Rússia, a Force India permanece cautelosa e não toma o resultado como uma garantia de que vai seguir à frente da Lotus no Mundial de Construtores. Para Bob Fernley, a equipe indiana ainda tem muito o que melhorar

Apesar do pódio conquistado por Sergio Pérez em Sóchi, no último fim de semana, a Force India procurou manter os pés no chão e afirmou que ainda precisa melhorar para se manter afastada da Lotus, a quem considera uma ameaça, e firme na quinta colocação do Mundial, o que faria o time avançar em uma posição na classificação com relação ao ano passado. 
 
Graças a uma estratégia ousada e ao acidente entre Kimi Räikkönen e Valterri Bottas na última volta do GP da Rússia, Pérez obteve o terceiro lugar e ajudou a fortalecer a posição da equipe indiana entre os construtores. Agora a diferença para a esquadra de Enstone, a sexta colocada, é de 26 pontos, restando quatro corridas para o final do ano. 
Sergio Pérez cai na festa com a Force India depois do pódio do GP da Rússia (Foto: AP)
Embora encorajado pelo resultado, Bob Fernley, diretor-adjunto do time laranja, preferiu a cautela e não quer tomar nada como garantido. "Isto nos colocou um pouco em vantagem e precisamos disso porque a Lotus é uma equipe muito, muito boa", afirmou o dirigente.
 
"Só é preciso apenas um bom fim de semana para eles, e nós estaremos sob pressão de novo, por isso precisamos nos garantir", completou.
 
Ainda que a estratégia tenha se mostrado acertada, Fernley disse estar ciente de que a Force India necessita de um ritmo mais forte para brigar com as equipes da frente em circunstâncias normais. "Ainda não é fácil para nós. Não estamos onde gostaríamos."
 
"Está foi uma oportunidade que agarramos com as duas mãos e que conseguimos usar com um pouco de sorte. Mas, em termos de desempenho puro, ainda não chegamos lá", completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube