carregando
F1

DRS fora do ar gera melhor momento do GP de Abu Dhabi

O início do GP de Abu Dhabi foi marcado por um problema inesperado e que, de certa forma, foi benéfico ao espetáculo. Uma falha em um servidor impediu o acionamento da zona de asa móvel, o DRS. E a falha ajudou a tornar as disputas na pista mais reais e justas

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
As primeiras voltas do GP de Abu Dhabi de F1 representaram, de certa forma, um retorno da categoria ao passado. Isso porque uma falha nos servidores da F1 impediu que os sensores de ativação da asa móvel fossem acionados. Sem o DRS, os pilotos tiveram de 'se virar' para fazer as ultrapassagens na raça e sem artificialismos. A falha, que acabou sendo benéfica para o espetáculo, acabou durando pouco tempo. Os jornalistas do GRANDE PRÊMIO destacaram, no PADDOCK GP #188, o fato como melhor momento da prova do domingo passado em Yas Marina. Clique e ASSISTA!

Paddockast # 44
RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.