Ecclestone cogita aumentar de forma artificial ronco dos novos motores V6 turbo em 2014

Preocupado com o baixo ruído dos motores que a F1 vai adotar a partir da próxima temporada, Bernie Ecclestone teve mais uma ideia criativa e inusitada. O homem forte da categoria quer aumentar o ronco dos propulsores, ainda que de maneira artificial


Homem forte da F1, Bernie Ecclestone jamais escondeu sua preocupação com a possibilidade de os novos motores V6 turbo de 1,6 L, adotados a partir de 2014, proporcionarem ruído bem menor em relação aos atuais propulsores V8 aspirados de 2,4 L. Para tentar amenizar o eventual problema, o dirigente britânico propôs uma solução no mínimo inusitada: “talvez possamos fazer [artificialmente] com que soem como os motores atuais”, revelou Bernie em entrevista ao jornalista Christian Sylt.
Bernie propôs uma ideia inusitada para amenizar o som de 'cortador de grama' dos novos motores (Foto: Divulgação)

A preocupação não é só de Ecclestone, mas também dos promotores das corridas da F1. O grupo é liderado por Ron Walker, representante do GP da Austrália, que não deseja em hipótese alguma um motor que não tenha o ronco que caracterizou a F1 ao longo de sua história. “Como Bernie identificará, o V6 soa como um motor de cortador de grama e vamos lutar contra isso com unhas e dentes”, ameaçou.

Bernie comentou a declaração de Walker. “O que Ron está dizendo é que você tem de garantir que os motores chegarão a 16 mil rpm. Isso foi acertado, e agora sabemos [os motores] que não chegarão a essas rotações, mas sem problemas. O fluxo de combustível já foi acertado, mas mesmo se você tiver grandes tanques, ainda assim não será possível alcançar os 16 mil rpm”.

Por outro lado, deixando de canto a discussão sobre o ronco dos motores, o dirigente, em entrevista à revista ‘Autoweek’, demonstrou preocupação com a permanência das fornecedoras de motor na F1. “O perigo é o que vai acontecer o que sempre acontece com os fabricantes, é que se não dá certo, eles vão parar”, alertou, temendo pela grande mudança que a categoria viverá em 2014.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube