Jordan analisa mercado e diz que “faz mais sentido para Mercedes considerar Vettel”

Em participação em podcast, dirigente aponta tetracampeão para o lugar de Hamilton. David Coulthard apostaria em Fernando Alonso

Após o anúncio de que Lewis Hamilton vai para a Ferrari em 2025, as especulações em torno de quem vai ocupar o seu lugar na Mercedes ganham espaço no noticiário. Um dos nomes ventilados é de Sebastian Vettel, que foi rechaçado por Toto Wolff em um primeiro momento. Mas Eddie Jordan, ex-dono de equipe na Fórmula 1, reacende a repercussão em torno do nome do tetracampeão e elenca razões para o time alemão o considerar.

O ex-dirigente declarou ao podcast Formula for Success que Vettel seria uma boa escolha e destaca o fator nacionalidade, afinal, seria um piloto alemão em uma equipe alemã. Jordan também indica que a experiência dele com os poucos testes disponíveis na categoria também é outra razão para considerar o ex-Aston Martin, Ferrari e Red Bull.

“Se fosse eu, com o caminho que a Fórmula 1 tem seguido, olharia para o Vettel. Eu acho que essa é uma boa escolha”, disse. “E faz sentido para a Mercedes [ter] um piloto alemão pilotando o seu carro. Eu acho que Vettel está nesse quadro por conta dos alemães”, completou.

Jordan acredita que seria mais um passo que o alemão repetiria seu ídolo, Michael Schumacher, na carreira. Vale lembrar que o heptacampeão mundial retornou da aposentadoria para pilotar pela Mercedes.

Experiência e nacionalidade contribuiriam para Mercedes escolher Vettel, diz Jordan (Foto: Red Bull Content Pool)

“Sabemos o que aconteceu com o Michael antes. Ele saiu da Ferrari e foi para onde? Mercedes. Então essa é uma possibilidade”, pontuou.

O dirigente também acredita que Wolff esteja sobre pressão para definir o piloto. Nesta quarta-feira (14), a equipe apresenta o carro para 2024 e, por enquanto, não tem escolhido o substituto de Hamilton. “Acho que Toto está sob um pouco de pressão com a Mercedes. Por exemplo, não estaremos cientes disso antes até a hora do lançamento do carro. É perturbador e angustiante para a equipe”, explicou.

David Coulthard, também entrevistado pelo podcast, acompanhou Jordan. O ex-piloto também opinou sobre o assunto e acredita que Vettel está sendo considerado, mas que o alemão sofreria um bocado com George Russell.

“Certamente, ele seria uma boa jogada de marketing, mas desde que não tivesse suas portas arrancadas pelo George. Russell é fantasticamente rápido, então não seria fácil para Seb”, falou o escocês.

Caso fosse chefe da equipe, Coulthard iria atrás de outro campeão mundial: Fernando Alonso. “Se eu estivesse na Mercedes, eu iria no Alonso antes do Vettel. Ele está com ritmo de corrida, entende o motor, toda a unidade de potência, pois está na Aston Martin [que usa motores Mercedes]. Ele segue um gladiador e com a faca entre os dentes”, destacou.

“Talvez Seb estivesse sofrendo para desenvolver a Aston quando esteve lá e não colocou tanta vantagem sobre o Lance Stroll como o Fernando tem colocado. Se eu pudesse ter Alonso, eu o teria”, finalizou.

Fórmula 1 retorna às pistas entre os dias 21 e 23 de fevereiro, com o testes coletivos de pré-temporada no Bahrein, no circuito de Sakhir.

Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

HAMILTON VAI SOZINHO PARA A FERRARI? MERCEDES age nos bastidores | Paddock Sprint
🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.