Em alerta após problemas de confiabilidade, Mercedes modifica acelerador e asa traseira, diz revista

Mesmo campeã antecipada do Mundial de Construtores e a um passo de comemorar o título de Lewis Hamilton, a Mercedes trabalha duro em busca da perfeição. E para evitar os problemas ocorridos em Sóchi, sobretudo com Nico Rosberg, o time prateado redesenhou o acelerador e projetou modificações na asa traseira visando o fim de semana do GP dos Estados Unidos

A Mercedes chega à América disposta a deixar para trás os problemas enfrentados no último GP da Rússia, no Parque Olímpico de Sóchi. Embora tenha conquistado na terra de Vladimir Putin seu segundo título do Mundial de Construtores, a escuderia prateada teve de lidar com problemas no acelerador de Nico Rosberg, que abandonou a corrida. Lewis Hamilton, no fim da prova, enfrentou uma falha no acionamento da asa móvel traseira, mas mesmo assim venceu a corrida na Rússia. Mas tudo será novo para a dupla da Mercedes em Austin neste fim de semana, é o que informa a revista alemã ‘Auto Motor und Sport’.
 
Segundo a publicação, a Mercedes aproveitou o tempo entre as corridas de Sóchi e Austin para redesenhar o acelerador e evitar que outro problema comprometesse a corrida dos seus pilotos. A falha enfrentada por Rosberg surpreendeu o time: “Nunca esperávamos que desse problema”, declarou um engenheiro da Mercedes, em condição de anonimato.
Para se manter confortavelmente à frente da Ferrari, a Mercedes trabalhou para evitar novos problemas em Austin (Foto: AP)
Componentes da asa traseira dos W06 Hybrid também foram modificados para a ‘perna’ do calendário da F1 na América do Norte. Depois de passar pelos Estados Unidos, o Mundial segue para correr no México, no Autódromo Hermanos Rodríguez. 
 
“A asa foi modificada, sobretudo as lâminas superiores para garantir uma carga aerodinâmica estável”, informa a revista por meio do correspondente Michael Schmidt.
 
Caso o trabalho da Mercedes dê resultado e as expectativas se confirmem, Lewis tem tudo para deixar os Estados Unidos como tricampeão do mundo. Se ocorrer uma nova dobradinha Hamilton-Rosberg, o britânico vai igualar outra marca conquistada pelo seu ídolo Ayrton Senna. 
 
Na matemática do título, Hamilton tem e somar nove pontos a mais em relação a Sebastian Vettel, atual vice-líder do campeonato, e dois de frente para Rosberg, em terceiro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube