Em decisão relâmpago, Mercedes volta atrás e retira protesto por manobra de Verstappen contra Hamilton

A Mercedes disse que ia protestar contra Max Verstappen, mas desistiu uma hora depois. A equipe alemã não quis dar sequência ao processo que julgaria a possível culpa do holandês por conta de uma defesa arrojada contra Lewis Hamilton

A ideia da Mercedes de protestar contra a manobra de Max Verstappen sobre Lewis Hamilton durou pouco mais de uma hora. Ainda neste domingo (9), a equipe alemã desistiu de buscar uma punição para o holandês por conta das manobras defensivas aplicadas no GP do Japão.
 
Assim, fica definido que Verstappen não vai sofrer qualquer consequência por conta da disputa por posição na penúltima volta, que resultou em Hamilton indo para a área de escape. Mesmo que a Mercedes desse sequência ao processo, uma decisão final só seria tomada no GP dos Estados Unidos.
Max Verstappen disputa segunda posição com Lewis Hamilton no GP do Japão, em Suzuka (Foto: Red Bull Content Pool)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O protesto durou pouco, mas já foi suficiente para render intriga nas redes sociais. Através de seu Twitter, Hamilton descartou qualquer ação da equipe.

"Não existe protesto meu ou da Mercedes. Um idiota disse isso, mas não é verdade. Max pilotou bem, ponto final. Seguimos em frente", disse Hamilton.

A postagem foi apagada em seguida. Apenas minutos depois surgiu a confirmação de que a Mercedes havia voltado atrás.

Entenda o caso

Durante a freada da chicane de Suzuka, Verstappen começou a trocar de trajetória, uma forma de impedir uma ultrapassagem de Hamilton. Pego de surpresa, Lewis precisou usar a área de escape para evitar um acidente.

 
A decisão de retirar o protesto vai de acordo com o que pensam os próprios Verstappen e Hamilton. Max defende sua postura, enquanto Lewis quer deixar a história de lado.
 
“Não vou deixar a porta aberta e dizer ‘pode vir’. Eu vi ele vindo e na mesma hora eu fechei a porta, e ele estava longe o suficiente para ver que eu faria isso”, disse Max. “Isso não importa muito agora. Está feito, e eu tenho de seguir em frente”, refletiu Lewis.
 
Esta não é a primeira vez que Verstappen se mete em confusão por conta de briga por posição. No GP da Bélgica, o piloto da Red Bull trocou de trajetória para bloquear Kimi Räikkönen em alta velocidade. Muitos acreditavam que Max podia causar um acidente sério, mas nenhuma punição foi aplicada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube