Entre ‘hino de gladiadores’ e interação com fãs, Hamilton e Ricciardo elogiam Liberty Media. E Vettel lamenta fim das grid girls

Na primeira entrevista coletiva oficial da temporada 2018 da F1, Lewis Hamilton, Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo foram questionados sobre as iniciativas do Liberty Media para tornar o esporte mais atraente. Como um todo, as palavras foram elogiosas, mas Vettel se disse “mais tradicionalista” e avesso ao fim de certos costumes: “Fiquei triste por não termos mais as grid girls”

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Música-tema, abolição das grid girls e a entrada dos grid kids, F1 TV e maior influência nas redes sociais. São algumas das novidades implementadas pelo Liberty Media para a F1 na temporada 2018, que se inicia neste fim de semana com a disputa do GP da Austrália, em Melbourne. Na primeira entrevista coletiva oficial do ano, realizada na tarde desta quinta-feira (22), os tetracampeões Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, além do ‘dono da casa’ Daniel Ricciardo falaram sobre as mudanças que os donos da F1 providenciaram para tornar o esporte mais atraente aos fãs.

 
No fim das contas, o balanço do que tem sido feito até o momento é positivo, na visão dos pilotos. Contudo, Vettel foi mais contundente em sua análise e disse ser mais conservador e que não gostou do fim de alguns costumes de outrora do esporte, como o fim das grid girls.
 
“Do ponto de vista do piloto não mudou muito, os regulamentos estão aí. Antes havia outra direção e a mudança foi boa. Eu sou mais tradicionalista e não gosto de perder certos costumes”, disse o piloto da Ferrari.
Ricciardo, Hamilton e Vettel falaram sobre as novidades implementadas pelo Liberty Media (Foto: Reprodução)
“Não sou especialista nisso, mas não entendo os novos horários e fiquei triste por não termos mais as grid girls. Mas isso é algo que não está em minhas mãos”, declarou.
 
Hamilton falou sobre a nova música-tema e entende que, como um todo, vê a F1 na ‘Era Liberty’ mais próxima do seu público. “Acabei de ouvir o novo hino e me lembrei dos gladiadores. Acho que nós vamos ser os novos gladiadores [risos]. Acho que houve um grande progresso no último ano na forma como estamos em contato com os fãs”, salientou o britânico, que ainda vê margem para melhorar o esporte como atração.
 
“É um processo de aprendizado, sobre onde ir, e acho que ninguém nesta sala sabe ainda a chave para seguir em frente e ter sucesso. É uma pergunta muito difícil de tentar responder, e nós temos de fazer tudo o que é possível para apoiá-los”, comentou.
 
Ricciardo endossou as palavras de Hamilton sobre as iniciativas do Liberty Media e aprovou o que tem sido feito até aqui no entorno do evento, para os fãs.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Concordo com ele. Acho que houve boas iniciativas no paddock, especialmente durante as corridas europeias. O que envolve as corridas em si não mudou, mas sim o que rodeia um GP, os fãs, para aproximá-los… Acho que eles têm feito um bom trabalho no fim de semana, com atividades, estão convertendo um fim de semana de GP mais além, nas redes sociais”, afirmou.

 
Foi então que, ao mencionar as redes sociais, um diálogo entre Hamilton, um habitué das redes, e Vettel, que prefere o ‘anonimato digital’, causou risos na sala de imprensa de Melbourne. “Você não está nas redes sociais?”, perguntou Lewis ao rival. “Não”, respondeu o alemão. “Estou seguindo alguém”, disse o piloto da Mercedes. “Parabéns, não sou eu”, completou Vettel, que rechaçou seguir o companheiro de equipe Kimi Räikkönen, que no fim do ano passado aderiu ao Instagram, rede social da qual Hamilton tem milhões de seguidores.

#GALERIA(8333)
 

”RECOMEÇA A BRIGA”

MERCEDES COMEÇA TEMPORADA AINDA À FRENTE DA FERRARI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube