Estreia de Barrichello na F1 completa 20 anos nesta quinta-feira. Brasileiro abandonou e Prost venceu

O primeiro dos 322 GPs disputados por Rubens Barrichello na F1 aconteceu há exatos 20 anos, na África do Sul. O brasileiro largou em 14º, chegou a andar em sétimo, mas abandonou com um problema na caixa de câmbio

► Especial F1 2013, temporada que vem com rótulo de imprevisível

Não há dúvidas de que Rubens Barrichello fez história na F1.  Com dois vice-campeonatos na carreira, o piloto brasileiro fez parte da antológica Ferrari, que conquistou cinco títulos consecutivos – entre 2000 e 2004 – e também contava com nomes como Jean Todt, Ross Brawn, Rory Byrne e, claro, Michael Schumacher. Nesse tempo todo, o brasileiro participou de 322 corridas, sendo o piloto com o maior número de largadas na história do certame.

Essa história, na verdade, começou há exatos 20 anos, em 14 de março de 1993. Naquele dia, Barrichello – jovem revelação do kartismo brasileiro e com títulos na F-Vauxhall, F3 Inglesa e terceiro lugar na F3000 – debutava na F1 pela Jordan, uma equipe pequena, mas promissora, que começava a terceira temporada na principal categoria do automobilismo mundial. A corrida acontecia em Kyalami, na África do Sul.

► Confira as melhores imagens da F1 nesta quinta-feira na Austrália

Rubens Barrichello chegou a andar em sétimo antes de abandonar (Foto: Reprodução)

O brasileiro começou o fim de semana razoavelmente bem, cravando a 14ª posição no treino classificatório, mas superando o companheiro de equipe, o veterano Ivan Capelli, em 0s4. A pole-position havia ficado com Alain Prost, da Williams, enquanto Ayrton Senna largava da segunda posição. O outro representante do Brasil no grid, Christian Fittipaldi, foi o 13º.

Na corrida, Prost largou mal, permitindo que Senna assumisse a primeira colocação logo na largada. A partir daí, o piloto da McLaren disparou na primeira posição, com Prost, Michael Schumacher e Damon Hill se envolvendo em um bom duelo pelo segundo posto.

Barrichello, por sua vez, ganhou a 13ª posição na sexta volta, graças a um problema de J.J. Lehto, e por lá ficou até o 16º giro. A partir daí, o piloto da Jordan herdou posições conforme os rivais iam abandonando, chegando a andar em sétimo antes de deixar a corrida, na 31ª passagem, devido a um problema na caixa de câmbio.

Na briga pela ponta, Prost passou Senna, na volta 25, e abriu a temporada 1993 com vitória. O brasileiro terminou em segundo, com Mark Blundell, da Ligier, completando o pódio. Mesmo de Minardi, Christian Fittipaldi fez uma boa corrida, completando no quarto lugar. Por causa de uma chuva torrencial que atingiu o circuito faltando duas voltas para o fim da corrida, apenas cinco carros receberam a bandeira quadriculada. O último deles foi Lehto, que se recuperou do problema no início da prova.

Ayrton Senna tomou a ponta na largada (Foto: Reprodução)

Quanto a Barrichello, o brasileiro ainda teria um ano de altos e baixos, impressionando no GP da Europa, em Donington Park, quando ocupou a terceira colocação da prova – também debaixo de chuva – antes de abandonar. O piloto marcaria pontos apenas no GP do Japão, no fim da temporada, com um quinto lugar.

O brasileiro permaneceu na F1 até 2011, tendo passado por Stewart, Ferrari, Honda, Brawn e Williams, conquistando 14 poles e 11 vitórias, além de dois vice-campeonatos.

F1, GP da África do Sul de 1993, Kyalami, final:

 
1
Alain PROST
FRA
Williams Renault
1:38:45.082
72 voltas
2
Ayrton SENNA
BRA
McLaren Ford
+1:19.824
 
3
Mark BLUNDELL
ING
Ligier Renault
+1 volta
 
4
Christian FITTIPALDI
BRA
Minardi Ford
+1 volta
 
5
JJ LEHTO
FIN
Sauber
+2 voltas
 
6
Gerhard BERGER
AUT
Ferrari
+3 voltas
NC
7
Derek WARWICK
ING
Footwork Mugen-Honda
+3 voltas
NC
8
Martin BRUNDLE
ING
Ligier Renault
NC
 
9
Michele ALBORETO
ITA
Lola Ferrari
NC
 
10
Érik COMAS
FRA
Larrousse Lamborghini
NC
 
11
Riccardo PATRESE
ITA
Benetton Ford
NC
 
12
Michael SCHUMACHER
ALE
Benetton Ford
NC
 
13
Johnny HERBERT
ING
Lotus Ford
NC
 
14
Karl WENDLINGER
AUT
Sauber
NC
 
15
Rubens BARRICHELLO
BRA
Jordan Hart
NC
 
16
Jean ALESI
FRA
Ferrari
NC
 
17
Philippe ALLIOT
FRA
Larrousse Lamborghini
NC
 
18
Fabrizio BARBAZZA
ITA
Minardi Ford
NC
 
19
Aguri SUZUKI
JAP
Lola Ferrari
NC
 
20
Damon HILL
ING
Williams Renault
NC
 
21
Alessandro ZANARDI
ITA
Lotus Ford
NC
 
22
Michael ANDRETTI
EUA
McLaren Ford
NC
 
23
Ivan CAPELLI
ITA
Jordan Hart
NC
 
24
Ukyo KATAYAMA
JAP
Tyrrell Yamaha
NC
 
25
Andrea DE CESARIS
ITA
Tyrrell Yamaha
NC
 

 Quem vai se sagrar campeão da temporada 2013 da F1?

 Siga o Grande Prêmio no Twitter

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube