Evento traz Kvyat solto como na dança de Austin. Tudo bem diferente de quando a F1 começar em Interlagos

Daniil Kvyat se divertiu na tarde desta quarta-feira em São Paulo. Em evento da Renault, o russo andou de kart, deu voltas rápidas no novo Sandero com jornalistas e também falou das expectativas para o fim de semana em Interlagos. Entretanto, Kvyat deixou claro que não acha uma boa ideia misturar a diversão fora das pistas com as provas

O Daniil Kvyat que se viu nesta quarta-feira (11) era mais o cara que dançava com Daniel Ricciardo em Austin, mas não espere a mesma postura dele no fim de semana da F1 em Interlagos.
 
Em evento da Renault em um kartódromo no Tatuapé, em São Paulo, o russo pouco falou, mas passou bons minutos na pista testando e pisando fundo no novo Sandero com jornalistas e convidados como passageiros e depois andando de kart.
 
Passavam das 15h (de Brasília) quando o russo chegou para o evento. Um pouco atrasado, Kvyat logo se dirigiu para a lanchonete e pegou um cafezinho. Cumprimentou a todos e, ao lado de Tuka Rocha, da Stock Car, posou para fotos na frente do carro da Red Bull de 2008, guiado por David Coulthard, com a pintura da temporada 2013.
Daniil Kvyat estava todo solto em evento em São Paulo (Foto: Felipe Tesser/Grande Prêmio)
Sem perder tempo, desceu as escadas sorridente para uma rápida coletiva com os jornalistas que lá estavam. Menos de dez minutos mais tarde, Kvyat já estava pronto para fazer algo que gosta muito mais do que falar: guiar. 
 
O piloto da Red Bull, então, fez uma volta completa com Tuka no banco do carona e começava a pegar o jeito da pista. Depois, foi a vez dos jornalistas acompanharem o piloto, como também fizeram fotógrafos e convidados da montadora. Cada vez mais rápido, Kvyat se divertia e divertia os outros com curvas arrojadas na pista do Speedland.
 
A chuva veio com força, mas quem disse que Kvyat queria parar? Bem que os organizadores do evento tentaram tirar o russo de lá, mas ele seguiu, por mais de hora pisando fundo no carro de rua e, agora em pista molhada, sendo ainda mais arrojado nas curvas. 
Daniil Kvyat acelerou na pista molhada do Tatuapé (Foto: Felipe Tesser/Grande Prêmio)
Simpático o tempo inteiro, Kvyat atendeu todo mundo e só saiu do carro para poder assumir o controle do kart. Após alguns giros – apenas na parte indoor, por causa da chuva –, o alegre russo se despediu ensaiando um “tchau tchau” e seguiu para outros compromissos. Na entrevista, porém, Kvyat deixou claro que o entretenimento e a diversão são ótimos para a semana, mas que não devem ser misturados com a corrida e as atividades de pista, considerando, portanto, o sábado de galhofas em Austin uma exceção.
 
"A F1 é basicamente feita do que acontece dentro da pista. Em Austin nós tivemos dois dias inteiros praticamente sem que nada acontecesse na pista, foi diferente. Eventos como o de hoje, servem para nos aproximar do público. No fim de semana, porém, eu só quero saber de guiar e acho que deve seguir sendo assim", disse ao GRANDE PRÊMIO.
Daniil Kvyat se preparando para guiar kart em São Paulo (Foto: Felipe Tesser/Grande Prêmio)
O jovem russo reconheceu, entretanto, que teve momentos divertidos nos Estados Unidos, mas reiterou que o papel dos pilotos da categoria é dar entretenimento dentro da pista.
 
"Claro que o que aconteceu em Austin foi excelente, mas o fim de semana de corrida é muito apertado, não permite tempo para isso. Nosso trabalho aqui é guiar, é conquistar bons resultados. Tudo que a gente quer é somar pontos e poder ajudar o time, as pessoas precisam entender isso", completou.
Daniil Kvyat se divertiu de kart (Foto: Felipe Tesser/Grande Prêmio)
Kvyat também falou das expectativas para o fim de semana, considerando um lugar no pódio possível, mas difícil de ser atingido pela longa reta que deve atrapalhar os planos da Red Bull.
 
"Nós tivemos altos e baixos nessa temporada, mas fizemos provas muito fortes, como no México. Acho que a longa reta de Interlagos pode, sim, causar uma perda de performance para a gente, mas nós melhoramos em alguns aspectos e podemos, talvez, brigar até por pódio", afirmou ao GP.
 
Apesar do ano não mais que mediano da Red Bull, Kvyat é uma das boas surpresas da temporada 2015. O russo já marcou 88 pontos, quatro a mais que o companheiro de equipe Ricciardo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube