Ex-chefe da Ferrari, Domenicali culpa “destino” e recorda Bianchi: “Sempre sorridente e otimista”

Ainda abalado pela perda de Jules Bianchi, membro da Academia de Pilotos da Ferrari, Stefano Domenicali lembrou os momentos vividos pelo francês em Maranello. Para o ex-dirigente da equipe, o infortúnio de Bianchi foi uma obra do destino, que impediu o jovem de crescer dentro da F1

Passados dois dias do falecimento de Jules Bianchi, o primeiro acidente fatal da F1 em mais de 21 anos segue reverberando. Agora foi a vez de Stefano Domenicali, ex-chefe da Ferrari, recordar o francês, piloto apadrinhado pela Escuderia.
 
"Jules estava sempre em Maranello, veio a cada dia na fábrica, crescendo e cultivando o sonho de dirigir uma Ferrari. Nossa ideia era que, após a Marussia, ele fosse para outra equipe para crescer e estar pronto para o grande salto. Isto é o que nós tínhamos planejado há alguns anos. Mas, infelizmente, o destino tirou isso dele”, lamentou.
Jules Bianchi foi piloto de testes da Ferrari ao longo de três anos (Foto: Ferrari)
Domenicali foi chefe da Ferrari até o começo de 2014, quando deixou o cargo em meio a uma crise na cúpula da equipe. O dirigente foi peça fundamental para o desenvolvimento de Jules Bianchi, contratado em 2011 para integrar a então recém-fundada Academia de Pilotos da Ferrari.
 
Sofrendo com a perda, Domenicali lembrou dos momentos que viveu com o pupilo.
 
"Foram meses muito tristes, Jules foi o primeiro piloto em quem a Academia da Ferrari investiu. Ao longo dos anos o relacionamento profissional foi enriquecido, eu conheci um Jules sempre sorridente, sempre otimista”, recordou.
 
“Infelizmente, o destino o tirou de nós. Para mim, é a perda de um menino, além de um piloto. Era um cara incrível que tinha criado uma relação intensa com todos na Ferrari”, completou.
 
O enterro de Bianchi, falecido na última sexta-feira (17), está marcado para esta terça-feira (21), em Nice – cidade em que a vida do piloto começou e terminou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube