Ex-chefe da Haas cutuca Schumacher e diz que Alpine “precisa do melhor piloto”

Guenther Steiner trabalhou com Mick Schumacher no período da Haas e afirmou que, no momento, ele pode não ser a melhor escolha para substituir Esteban Ocon na Alpine

A Alpine confirmou que não vai seguir com Esteban Ocon para 2025 e agora está monitorando o mercado de pilotos da Fórmula 1. Mick Schumacher, que corre pelos franceses no Mundial de Endurance (WEC), surgiu como um dos candidatos. Mas na visão de Guenther Steiner, ex-chefe da Haas, o time de Enstone deveria analisar um pouco melhor as opções e escolher “o melhor piloto disponível”.

Schumacher correu pela Haas no período de gestão de Steiner. O piloto alemão ficou com a equipe em 2021 e 2022, mas se viu sem vaga no grid da F1 a partir de 2023. A ausência de Mick se deu pela falta de resultados positivos. Além de ficar zerado no ano de estreia e de ter somado apenas 12 pontos contra os 25 de Kevin Magnussen em 2023, Schumacher ficou negativamente marcado pelos fortes acidentes.

Ainda antes de anunciar o fim do vínculo com Esteban Ocon, a Alpine afirmou que monitorava o mercado de pilotos e tinha Schumacher como uma de suas opções. Mas, ao podcast Red Flag, Steiner sugeriu que o time francês deve avaliar melhor suas opções.

“No momento não [colocaria Mick Schumacher como opção na Alpine]. Você precisa contratar o melhor piloto que você conhece. Acho que tem nomes mostrando que são muito bons para isso. E como equipe, você precisa ter sempre os melhores à sua disposição”, avaliou o ex-chefe da Haas.

A Alpine vive momento conturbado na F1 e precisa encontrar um substituto para Esteban Ocon (Foto: Alpine)

Steiner ainda aproveitou o momento para comentar sobre a confusão entre Pierre Gasly e Esteban Ocon e disse que a formação dessa dupla era uma espécie de tragédia anunciada para a Alpine. Afinal, todos sabiam que o histórico de conflito deles era antigo.

“Sempre digo que os companheiros não precisam ser os melhores amigos, não precisam sair para jantar, mas precisam respeitar uns aos outros. Porque no final das contas, você precisa respeitar as outras pessoas. Se você não gosta de guiar na mesma equipe de um piloto específico, então você precisa procurar outro lugar”, alertou Steiner.

“Então um deles deveria ter dito: ‘Não posso estar no time com esse outro cara’, ou alguém [da Alpine] poderia ter tomado essa decisão. Todo mundo conhece o histórico dos dois”, finalizou Guenther.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Fórmula 1 retorna de 7 a 9 de junho com o GP do Canadá, nona etapa da temporada 2024.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.