F1 conduz mais de 5 mil testes e confirma duas novas infecções por coronavírus

A Fórmula 1 não gabaritou a mais recente bateria de testes de coronavírus. Dois dos 5.704 exames retornaram com resultado positivo. A identidade dos infectados não foi revelada

A Fórmula 1 realizou uma nova bateria de testes de coronavírus e constatou novas infecções no paddock. De acordo com informações divulgadas pela categoria nesta sexta-feira (4), dois dos 5.704 testes retornaram com resultados positivos, o que implica em afastamento imediato das atividades e isolamento compulsório.

Os mais de cinco mil testes aconteceram ao longo da última semana. As identidades dos infectados não foram reveladas, como de praxe.

“A FIA e a Fórmula 1 podem confirmar que 5.704 testes de coronavírus foram realizados em pilotos, equipes e funcionários entre a sexta-feira de 28 de agosto e a quinta-feira de 3 de setembro. Destes, dois tiveram resultado positivo. A FIA e a Fórmula 1 divulgam estas informações agregadas com o propósito de manter integridade e transparência. Nenhum detalhe específico a respeito de quais equipes ou indivíduos será providenciado”, explicou o comunicado.

A F1 encontrou dois novos infectados na ida a Monza (Foto: Reprodução/Twitter)

O que se sabe é que os infectados não são funcionários de alto escalão, como pilotos ou chefes de equipe. Neste sentido, o único caso positivo foi o de Sergio Pérez no GP da Inglaterra, resultando em duas semanas de isolamento e na chamada de Nico Hülkenberg como substituto de última hora. Na F2, Dan Ticktum perdeu treino livre após resultado inconclusivo na primeira examinação, mas foi liberado para competir normalmente após negativar a segunda.

O GP da Itália é o oitavo da temporada 2020. A categoria segue com diversos cuidados para minimizar exposição ao coronavírus, mas já relaxando medidas. A corrida em Mugello terá presença reduzida de público, enquanto o GP da Turquia quer colocar até 100 mil pessoas no Istanbul Park.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube