F1 estuda reação dos fãs em busca de regulamento que resulte em mais boas corridas

Consultor-técnico da Fórmula 1, Pat Symonds explicou que a reação dos fãs está sendo estudada para ajudar na formulação dos regulamentos técnico e esportivo. Ideia é garantir uma porcentagem maior de boas corridas

A Fórmula 1 está levando em conta a reação dos fãs para elaborar os regulamentos técnico e esportivo. A ideia é entender o que faz uma corrida boa para garantir uma porcentagem maior delas.
 
Consultor-técnico da Fórmula 1, Pat Symonds explicou que o Mundial tem monitorado os fãs na tentativa de entender o que gera reações positivas. O ex-diretor-técnico da Williams exaltou o número alto de informações que estão sendo estudadas.
 
Atualmente, a F1 está trabalhando em novos regulamentos esportivo, técnico e financeiro, que vão entrar em vigor em 2021. A meta é tornar o pelotão mais competitivo.
Pat Symonds atua como consultor da F1 (Foto: Marussia)
Paddockast
O MELHOR CONTEÚDO DO ESPORTE A MOTOR PARA OUVIR QUANDO QUISER

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

“Nós estamos absolutamente focados no que é bom para o esporte, no que faz uma boa corrida”, disse Symonds em um evento da revista inglesa ‘Autosport’.

“Você ficaria impressionado com a quantidade de análises que estamos fazendo. Nós estamos fazendo uma imersão, até nas coisas em que as pessoas estão conectadas enquanto estão assistindo às corridas, e estamos olhando para a resposta galvânica da pele, estamos olhando para as emoções delas enquanto assistem à corrida”, seguiu.

 
“A partir daí, estamos começando a entender se as coisas estão funcionando. O safety-car é um bom exemplo. O safety-car, às vezes, anima uma corrida, mas, às vezes, mata uma corrida”, comentou. “Olhar para todas essas áreas de pesquisa que estamos fazendo e muitas outras, podemos realmente começar a construir uma imagem do que faz uma boa corrida”, explicou.
 
“Aí podemos esboçar não só o regulamento técnico, mas também o regulamento esportivo para garantir que tenhamos uma porcentagem maior dessas boas corridas”, apontou. “Não teremos 21 corridas como a Alemanha no ano passado, isso não vai acontecer. Mas o que podemos fazer é garantir que tenhamos 15 boas corridas e que as outras seis sejam bem boas também”, ponderou.
 
Na visão de Symonds, a Fórmula 1 precisa garantir que a emoção siga viva ao longo de toda a corrida, especialmente para ter um final empolgante.
 
“Se o fim da corrida é bom, vão julgar a corrida como boa”, considerou. “Se o meio da corrida é bom, mas o final é um pouco previsível, o julgamento não é tão bom. Estamos cientes disso”, seguiu.
 
“Nós estamos trabalhando bastante com Mario [Isola, chefe da Pirelli] para tentar entender como o projetamos o pneu também para entender como projetar os pneus para dar esse tipo de espetáculo esportivo que leve a esse efeito de ‘grand finale’”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar