Verstappen repete ‘maldição de Miami’: todos os poles terminaram corrida no 2º lugar

Desde 2022, quando a etapa estreou no calendário da Fórmula 1, o pole-position do GP de Miami nunca triunfou e sempre terminou a prova na segunda colocação. O vencedor, por sua vez, nunca começou a corrida largando da primeira fila

Max Verstappen não é mais o único piloto com vitórias no GP de Miami. O tricampeão teve sua sequência de triunfos na Flórida interrompida por Lando Norris, que desencantou e subiu no lugar mais alto do pódio pela primeira vez na Fórmula 1. E a derrota do neerlandês acontece justamente na única vez em que conseguiu a pole-position na etapa dos Estados Unidos.

Acontece que existe uma espécie ‘maldição’ no circuito da Flórida que impede o pole de vencer a corrida, e tem sido assim desde que a etapa estreou no calendário da Fórmula 1, em 2022.

Relacionadas


Na primeira edição, Charles Leclerc — ainda embalado pelo bom ritmo da Ferrari no início do regulamento que explora o efeito efeito-solo —, cravou 1min28s796 no Q3 da classificação e ficou com a posição de honra para o GP de Miami daquele ano. A vitória, no entanto, ficou com Verstappen, que largou de terceiro. O monegasco foi o segundo colocado.

Em 2023, o GP de Miami foi a quinta etapa do calendário e, naquele momento, Sergio Pérez ensaiava uma disputa pelo título contra Max. Em sua primeira tentativa de volta rápida no Q3, ‘Checo’ anotou 1min26s841 e era o pole provisório da corrida. O #1, por sua vez, optou por ir para a pista nos minutos finais e pagou caro por isso. 

Lando Norris foi para os braços da McLaren em Miami (Foto: F1)

Faltando menos de dois minutos para o fim da sessão, Leclerc cometeu um erro e a bandeira vermelha foi acionada. Com isso, Verstappen não conseguiu registrar um tempo de volta e teve de partir de nono. Porém, foi muito superior aos adversários durante a corrida, escalou o grid e superou Pérez a nove voltas do fim para vencer pela segunda vez em Miami. O mexicano completou em segundo.

Em 2024, Verstappen dominou durante todo o fim de semana, não teve dificuldades para anotar a pole e chegou como favorito a vencer a corrida. Mas a ‘maldição’ do GP do Miami atuou mais uma vez e Max não conseguiu converter a boa classificação em vitória.

Isso porque Norris, que partiu de quinto, apostou na estratégia de alongar o stint com pneus médios e foi recompensado por isso. Enquanto os líderes pararam para a troca dos pneus entre as voltas 18 e 24, Lando foi para os pits apenas no giro 29, quando o safety-car foi acionado. Com isso, conseguiu voltar para a pista na frente de Verstappen. Quando a corrida reiniciou, apenas resistiu ao ataque do tricampeão na curva 1 e depois administrou o ritmo para vencer sem maiores dificuldades.

Fórmula 1 retorna de 17 a 19 de maio com o GP da Emília-Romanha, no circuito de Ímola.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.