F1 reúne sete equipes para produção de dispositivos médicos no combate ao coronavírus

O 'Projeto Pitlane' conta com os esforços das sete equipes com fábricas na Inglaterra - Red Bull, Racing Point, Haas, McLaren, Mercedes, Renault e Williams - em parceria com o governo do Reino Unido. Entre os objetivos, estão produzir mais respiradores mecânicos e a produção de novas tecnologias para ajudar na recuperação de problemas respiratórios causados pela Covid-19

A Fórmula 1 anunciou, na tarde desta sexta-feira (27), uma iniciativa batizada de Projeto Pitlane: uma iniciativa em parceria com o governo do Reino Unido que compreende parceria tecnológica entre as sete equipes do Mundial que contam com fábrica no país. O objetivo da parceria é auxiliar no desenvolvimento e produção de artigos médicos que ajudem na luta contra o coronavírus.
 
As sete equipes em questão são Red Bull, Racing Point, Haas, McLaren, Mercedes, Renault e Williams. Dentre as outras três, Ferrari e AlphaTauri estão na Itália, enquanto a Alfa Romeo tem a Suíça como lar. 
 
De acordo com a o comunicado, o Projeto Pitlane foca em três linhas de trabalho: realizar engenharia reversa nos aparelhos médicos já existentes, auxiliar na produção em larga escala de versões atuais de ventiladores mecânicos e desenvolvimento de novos aparelhos ventiladores para que sejam certificados e, subsequentemente, produzidos. 
A largada do GP dos Estados Unidos (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
"A cada passo, o Projeto Pitlane irá buscar recursos e capacidades de suas equipes-membros para o melhor resultado, focando sempre nas principais habilidades da indústria da F1: design veloz, produção de protótipo, teste e junção habilidosa dos fatores. A capacidade única da F1 em responder a desafios tecnológicos e de engenharia permite que o grupo some forças à resposta da indústria da engenharia", disse a categoria.
 
"O foco do Projeto Pitlane agora será coordenar e responder aos desafios óbvios que estão postos. As sete equipes continuam prontas para ajudar em outras áreas que exigirem respostas rápidas, inovadoras e distintas no desafio que é a pandemia do coronavírus", seguiu. 
 
Até agora, a Covid-19 conta com mais de 566.000 casos confirmados e 25.400 mortes em todo o mundo. Especificamente no Reino Unido, já são 14.735 casos e 759 mortes. Entre os casos confirmados no país, está o do primeiro-ministro Boris Jonhson. 
 
Paddockast #54
NO ANO DA DANÇA DAS CADEIRAS, QUEM DEVE FICAR SEM CONTRATO?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 

☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube