Ferrari assume erro no projeto de 2020 e diz que pandemia “nos congelou e puniu”

Chefe da Ferrari confia que a dificuldade de performance de 2020 será uma exceção e avalia que a escuderia teve o desempenho afetado também pela pandemia do novo coronavírus

Chefe da Ferrari, Mattia Binotto reconheceu que a escuderia de Maranello cometeu um erro no projeto do carro de 2020. Ainda assim, o dirigente se mostrou confiante em uma reação e acredita que a dificuldade de performance desta temporada será apenas uma exceção.

Passadas as 13 primeiras etapas do campeonato deste ano, a Ferrari ocupa a sexta colocação no Mundial de Construtores, 376 pontos atrás da já campeã Mercedes. Charles Leclerc tem o quinto posto no Mundial de Pilotos, enquanto Sebastian Vettel aparece só em 14º.

Sebastian Vettel tem apenas a 14ª colocação no campeonato (Foto: F1)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Mesmo reconhecendo os erros do time, Binotto considerou, também, que a escuderia também foi afetada pela pandemia do novo coronavírus, que atrapalhou o desenvolvimento do carro.

“Lutamos por vitórias e títulos algumas vezes nos últimos anos, mas tivemos temporadas sem vitórias, como 1990 ou 1994”, disse Binotto à emissora italiana Sky Sports. “2020 é uma temporada particularmente difícil, não só por causa dos nossos problemas, mas também por causa do contexto mais amplo do corona. Não pudemos desenvolver e melhorar tanto quando esperávamos”, seguiu.

“A temporada 2022 também está se aproximando com uma geração completamente nova de carros e um projeto no qual teremos de colocar muita da nossa energia. Como temporada, 2020 seguirá uma exceção”, ponderou.

O jornalista Carlo Vanzini questionou Binotto sobre os reflexos do acordo secreto com a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) a respeito da legalidade do motor de 2019 na performance do modelo atual e indagou se o dirigente é assertivo o bastante para guiar a Ferrari em um momento como este.

“Fiquei bravo com a sua pergunta antes, mas acredito que bater a mão na mesa não é a melhor solução”, responde Mattia. “Erramos no projeto. Escolhemos a abordagem errada. O corona nos congelou e nos puniu”, encerrou.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube