FIA diz que novos retrovisores da Mercedes estão em conformidade com regras e aprova modelo inaugurado na Áustria

Depois da proibição dos retrovisores no halo da Ferrari durante o GP da Espanha, as mudanças no espelho chamam atenção por conta do possível ganho aerodinâmico que podem provocar. Para o GP da Áustria, foi a vez de a Mercedes trazer um novo modelo, e a FIA já garantiu que a configuração segue as regras

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) não questionou os novos retrovisores introduzidos pela Mercedes no GP da Áustria, no último domingo (1), e está convencida de que a configuração atende às regras estabelecidas para os carros. Apesar de algumas reclamações sobre o novo equipamento, Charlie Whiting, diretor de provas da F1, deu aval para que a equipe tetracampeã do mundo continue usando o modelo trazido em Spielberg.
 
A mudança faz parte do pacote de atualizações estreado no Red Bull Ring e consiste em uma pequena haste ligando cada espelho ao carro. O objetivo da peça é dar maior sustentação ao retrovisor. O time garante que nenhum ganho aerodinâmico foi pensado ao introduzir a modificação no W09.
A Mercedes adicionou uma pequena haste de sustentação abaixo do espelho retrovisor (Foto: Twitter/Reprodução)
Os comentários surgiram por conta da polêmica instalação dos espelhos no halo da Ferrari, no GP da Espanha deste ano. Na ocasião, a Ferrari implantou uma aleta em cima de cada retrovisor, que promovia uma pequena vantagem aerodinâmica para o carro. A FIA, então, investigou o modelo e proibiu que a peça fosse ancorada ao halo.
 
Diante disso, outras equipes recorreram à direção de prova para que se pudesse olhar, também, para a nova disposição de espelhos da Mercedes, já que poderia ser intencional para aumentar a performance em pista e não por uma necessidade estrutural.
 
Ciente dos rumores, Whiting declarou que não há nada errado com a configuração utilizada pela Mercedes, e que a modificação atende aos padrões estabelecidos pela carta da diretriz técnica.
 
“Estamos felizes com eles porque estão em conformidade com a carta da diretriz técnica que enviamos. A montagem adicional está na parte de baixo do espelho, então não vejo nenhum problema. Se você olhar para a Force India e a Red Bull, eles têm algo parecido”, afirmou. 
 
Whiting reforçou o ponto depois que Nikolas Tombazis, diretor-técnico de monopostos da FIA, enviou uma nota para as equipes, após o GP da Espanha, sobre o que era permitido nos carros.
 
"Embora aceitemos que as equipes projetem legitimamente os espelhos, alojamentos e suportes para minimizar quaisquer efeitos aerodinâmicos negativos que possam causar, acreditamos que quaisquer benefícios aerodinâmicos devam ser incidentais, ou pelo menos mínimos", explicou Tombazis em nota enviada aos times. 
 
Com isso, por mais que os efeitos “incidentais” estejam à margem de interpretação, o diretor-técnico deixa claro que os suportes deveriam estar na parte inferior ou interna do espelho, como atualmente se configura os espelhos do W09. 
UMA DAS MELHORES CORRIDAS DO ANO

ABANDONO DE HAMILTON RECOLOCA VETTEL NO CAMINHO DO PENTA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:

0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;

top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube