FIA reage à ‘Mercedes rosa’ e veta uso de “engenharia reversa” para copiar rivais

A “engenharia reversa”, definição refinada para a cópia de carros dos rivais, foi tema do Conselho Mundial da FIA. A entidade decidiu vetar a prática através do regulamento técnico da F1

O Conselho Mundial da FIA tomou decisões importantes a respeito da Fórmula 1 neste fim de semana. Além de rever o sistema de superlicença, a FIA abordou a política de cópia de peças na principal categoria do automobilismo. E foi bem clara: confirmando expectativas, o uso de “engenharia reversa” será vetado com base no regulamento técnico de 2021.

A decisão da FIA é uma reação ao grande entrave do ano até aqui na F1: a possível ilegalidade do RP20, a ‘Mercedes rosa’. A Racing Point é acusada de copiar dutos de freios do W10, de 2019. Protestos foram feitos, mas, salvo a perda de 15 pontos, a escuderia rosácea foi liberada para seguir usando os componentes. Se alguém fizer algo parecido em 2021, a boa vontade pode não ser a mesma.

A cópia de rivais, prática cada vez mais comum na F1, foi abordada pela FIA (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“O Conselho Mundial do Esporte a Motor aprovou mudanças nos regulamentos técnicos de 2021 que vão impedir o uso extensivo de engenharia reversa de projetos rivais para o desenho de superfícies aerodinâmicas de um carro”, explicou comunicado da FIA.

O caso da ‘Mercedes rosa’ chegou muito perto de virar uma verdadeira guerra judicial entre equipes da F1. Uma série de protestos foi feita, com a Renault puxando a fila. Negociações internas tiveram de acontecer para assegurar que todos aceitassem a perda de 15 pontos da Racing Point, considerada muito branda ou muito pesada por alguns.

Além de rever o sistema de superlicença, que agora passa a computar os resultados dos últimos quatro anos para compensar uma temporada afetada pelo coronavírus, o Conselho Mundial abordou questões gerenciais da F1. A FIA ratificou o Acordo da Concórdia, assinado pelas dez equipes em setembro, e deu boas-vindas a Stefano Domenicali, que vai substituir Chase Carey como mandatário do certame.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube