FIA rejeita protesto da Aston Martin e mantém 7º lugar de Sainz no grid da China

Os comissários entenderam que, por conseguir voltar à pista sem ajuda, Carlos Sainz não infringiu regra alguma e poderia, sim, ter retornado à disputa da classificação do GP da China

A FIA rejeitou o protesto da Aston Martin e manteve a sétima posição de Carlos Sainz no grid do GP da China. Em decisão que só foi definida durante a noite em Xangai, os comissários entenderam que o espanhol não infringiu nenhuma regra ao voltar para a disputa depois de ter causado uma bandeira vermelha no Q2 da classificação deste sábado (20).

A Aston Martin alegava que Sainz havia ferido o artigo 39.6 do regulamento esportivo, que fala de pilotos tentando voltar à sessão de classificação depois de terem parado na pista por qualquer motivo que seja.

“Qualquer piloto que seu carro pare na pista durante a classificação ou classificação da sprint não vai ter permitido o retorno na sessão”, diz o artigo do regulamento esportivo da FIA.

No entanto, a resposta dos comissários foi exatamente na brecha esperada: a FIA permitiu que o piloto da Ferrari voltasse à sessão e, consequentemente, garantisse vaga no Q3 porque Sainz voltou aos boxes sem assistência alguma de fiscais ou máquinas. Em decisões anteriores, a FIA já havia aberto exceções para casos assim na F1, o que favoreceria o espanhol e derrubaria a queixa da equipe verde. E isso foi reforçado na reunião que contou não apenas com membros de Aston Martin e Ferrari, mas de outras equipes.

Carlos Sainz não perdeu a sétima posição no grid da China (Foto: AFP)

Os comissários deixaram claro, porém, que o regulamento vai precisar ser reescrito, para evitar dúvidas futuras e margens tão grandes para interpretações. Sainz não foi, no entanto, o primeiro exemplo de piloto que causou interrupção de sessão e acabou liberado para voltar.

Sainz terminou a classificação em sétimo, mas, caso não tivesse voltado à pista depois do acidente, teria propiciado o avanço de Lance Stroll ao Q3, daí a reclamação vinda da Aston Martin. O canadense larga em 11º na corrida deste domingo na China.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP da China, em Xangai, e transmite sprint shootout, classificação e corridas em segunda tela, em parceria com a Voz do Esporte, na GPTV, o canal do GP no Youtube. No domingo (21), a largada está marcada para as 4h.

 Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
 Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.