FIA decidiu sobre incidente de Hamilton e Verstappen sem câmera frontal da Red Bull

Lewis Hamilton e Max Verstappen se tocaram na curva quatro da volta 48 em disputa pela liderança e foram parar fora da pista, mas ninguém recebeu punições pelo incidente em Interlagos

HAMILTON CONQUISTA BRASIL. E ESTAMOS SENDO JUSTOS COM TSUNODA? | Paddock GP

Na volta 48 do GP de São Paulo, disputado no último domingo (14), Lewis Hamilton e Max Verstappen duelaram firmemente pela primeira posição, naquele momento ocupada pelo holandês, e foram parar fora da pista à altura da Descida do Lago em Interlagos. O inglês alcançou o rival no meio da Reta Oposta e até conseguiu colocar seu carro à frente, mas o piloto da Red Bull fez jogo duro e espalhou, fazendo com que ambos precisassem retornar ao traçado. Após a corrida, o diretor de provas da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para a F1, Michael Masi, falou sobre a investigação do incidente.

O dirigente alegou que a câmera onboard frontal do carro de Verstappen, que mostraria o volante do holandês, não está em posse da FIA. “Não foi obtida ainda”, confirmou Masi. “Mas foi requisitada. As câmeras das transmissões são basicamente tudo o que temos acesso durante a semana”, revelou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Momento em que Max Verstappen e Lewis Hamilton escapam da pista em disputa pela ponta em São Paulo (Vídeo: Reprodução)

O ângulo que mostra o volante do carro de Verstappen é importante porque poderia indicar qual foi a ação do holandês no momento da disputa — se Max precisou espalhar na curva ou se virou o volante para a direita intencionalmente, tocando em Hamilton. O diretor confirmou que a evidência poderia ser decisiva para a investigação.

“Poderia, com certeza”, disse. “Potencialmente, absolutamente. Mas não, não tivemos acesso a ela. Obviamente foi baixada, e assim que o fizermos, e uma vez que os detentores dos direitos comerciais nos forneçam, vamos olhar. A câmera frontal, a de 360°, todos os ângulos de câmeras que não pegamos ao vivo serão baixadas e vamos analisá-las após a corrida”, afirmou Masi.

Logo após o momento tenso entre os pilotos, a direção de prova indicou a investigação do incidente, e a Red Bull entrou em ação. Por meio do diretor esportivo Jonathan Wheatley, a escuderia austríaca fez questão de relembrar a Masi o lema de “deixá-los correr”, algo repetido pelo dirigente na entrevista.

Lewis Hamilton acabou conseguindo passar algumas voltar depois e venceu o GP de São Paulo (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Você julga o incidente em seus méritos e faz uma visão geral dele. E não vamos esquecer, nós temos o princípio de “deixá-los correr”, e olhando como um todo, por todos os ângulos que tínhamos disponíveis, foi a mentalidade que adotamos”, disse.

Por fim, Masi revelou que pensou em dar uma advertência a Verstappen pelo incidente devido à sua “conduta antidesportiva”, mas mudou de ideia. Algumas voltas depois, holandês acabou recebendo a advertência por balançar na frente de Hamilton em alta velocidade.

“Certamente me veio à mente, mas então olhei mais algumas vezes e não achei que fosse uma clara bandeira preta e branca para Max, para ser honesto”, encerrou.

Lewis Hamilton e a bandeira do Brasil (Vídeo: Reprodução/F1 TV)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar