Focado na F1, Kubica prioriza função na Williams e descarta correr pela Manor no Mundial de Endurance

Não vai ser nesta nova temporada que Robert Kubica vai disputar o Mundial de Endurance. O polonês, apesar de ter feito bons testes com o LMP1 da Manor, optou por se dedicar exclusivamente ao trabalho como reserva e piloto de desenvolvimento da Williams na F1

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Robert Kubica jamais escondeu que seu grande desejo é voltar ao grid da F1. E ainda que tenha seu sonho frustrado em partes em 2018, o polonês está na categoria, de uma forma ou de outra, como reserva da tradicional Williams. O piloto de 33 anos teve uma grande chance de correr em outra categoria de altíssimo nível, o Mundial de Endurance, pela Manor. Contudo, mesmo após produtivos testes com o novo LMP1 da equipe britânica no circuito de Motorland, em Aragão, Kubica optou por priorizar a F1.

 
Em entrevista coletiva em Varsóvia, capital do seu país-natal, Robert reiterou seu desejo de trabalhar da melhor forma possível com a Williams. Assim, fica para depois a oportunidade de disputar o Mundial de Endurance.
Robert Kubica mantém vivo o sonho de ser titular da F1 (Foto: Williams)
“Os testes foram muito bons, mas o problema que tenho é tempo. Vou ter muito pouco, então decidi não competir no WEC. Vou me concentrar no meu papel na Williams”, assegurou o polaco, que aproveita toda sua experiência no esporte para ajudar os jovens titulares Lance Stroll e Sergey Sirotkin.
 
O veterano ainda precisa conviver com as limitações causadas por lesões no braço e mão do lado direito, sequelas do gravíssimo acidente que quase o matou no Rali Ronde di Andora, em 2011. Contudo, Kubica descartou que não existe nenhuma grande influência prejudicial na sua pilotagem em um carro de F1.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Todo mundo sabe que tenho limitações agora, mas elas não são grandes o bastante para me impedir de guiar um carro de F1 no mais alto nível”, salientou.

 
Kubica acelerou o novo Williams FW41 na primeira semana de testes de pré-temporada da F1, em Barcelona. Numa comparação direta de tempos, Robert foi pouco mais de 0s5 mais lento que Sergey Sirotkin e 0s3 mais rápido que Stroll. Ao todo, o polaco completou 122 voltas, ou 568 km no circuito catalão, sem maiores problemas.
"RIDÍCULO E LEVIANO"

AJUDA DELIBERADA DA HAAS À FERRARI? NÃO FAZ SENTIDO ALGUM

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube