F1
06/02/2015 15:33

Force India confirma ausência em próximo teste de pré-temporada e põe em dúvida semana final em Barcelona

Chefe-Adjunto da Force India, Bob Fernley afirmou que a equipe não vai participar da segunda bateria de testes, que acontecem em Barcelona. Em crise financeira, o time já perdeu os testes coletivos em Jerez
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Nico Hülkenberg (Foto: Force India)
O momento da Force India não é bom. Após perder a primeira bateria de testes em Jerez, o time indiano está fora da segunda sessão de treinos coletivos, que acontece em Barcelona e corre o risco de perder a terceira também. A confirmação veio nesta sexta-feira (6) por meio do chefe-adjunto do time Bob Fernley à BBC, que citou a falência de Marussia e Caterham e a demora para assinar contrato para ter o túnel de vento da Toyota como principais fatores para o atraso na produção do VJM08.
 
Fernley garantiu que não há a menor possibilidade do VJM08 estar pronto para a segunda bateria de testes, agora em Barcelona, mas explicou que a intenção do time é ter o novo carro pronto para a última sessão de testes. Os primeiros treinos na Catalunha acontecem entre 19 e 22 de fevereiro, enquanto as atividades finais, antes do início do campeonato, estão marcadas para mais quatro dias, entre 26 de fevereiro e 1º de março. O Mundial começa na Austrália em 15 de março. 
 
“A questão para mim é quanto do terceiro teste nós conseguiremos aproveitar. Nós realmente estamos fora da segunda bateria de testes, ainda que a gente esteja pensando em levar o carro de 2014 para fazer algum trabalho com os pneus. Nossa expectativa é começar a terceira bateria de testes já com o carro de 2015”, disse.
 
O chefe-adjunto da equipe admitiu que o atraso não é benéfico para a equipe, mas espera que a Force India não esteja tão atrás das rivais.
 
“Isso nos ajuda em alguma coisa? Não. Isso vai nos prejudicar? Sim. A gente só espera que não prejudique tanto assim”, falou.
A Force India sequer terminou o carro para a temporada 2015 (Foto: Force India)
Por fim, Fernley negou que tenha vetado a participação da Marussia com o carro de 2014 somente pelo aspecto financeiro.
 
“Não dá para dizer que não teve nada a ver com dinheiro, mas a decisão não foi tomada apenas por esse ponto, definitivamente”, completou.
 
A situação financeira da Force India está longe de ser boa. De acordo com o jornal alemão ‘Bild’, o time indiano deixou de pagar fornecedores e segue sem ter conseguido concluir o carro para a temporada 2015.
 
ANÁLISE

Uma Ferrari melhor, mas até que ponto competitiva? Dá para confiar nos tempos da Sauber? Por que a Williams andou pouco? E a McLaren-Honda vai conseguir chegar à primeira corrida com um carro melhor do que este? Enviado especial a Jerez de la Frontera, Renan do Couto faz um balanço da primeira semana de testes da F1 nesta pré-temporada 2015.
 
Leia a análise completa do primeiro teste da F1 no GRANDE PRÊMIO.
AGORA VAI

Com a versão 2015 da YZR-M1, Jorge Lorenzo voltou a mostrar um ritmo forte nesse segundo dia da primeira bateria de testes da pré-temporada da MotoGP e foi o único a completar os 5.543 km da pista de Sepang em menos de 2min. Ainda sem a nova versão da Desmosedici, Andrea Dovizioso aparece em segundo, com o campeão vigente Marc Márquez fechando a lista dos três melhores.
 
Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.
LADO A LADO: ÁFRICA X AMÉRICA DO SUL

Maior prova off-road do mundo, o Rali Dakar nasceu na África, mas se mudou para América do Sul ainda na primeira década dos anos 2000 fugindo dos conflitos que assolam a região. Com a mudança, a prova perdeu em distância e duração, mas viu um aumento no número de participantes e encontrou um novo lugar para chamar de lar.
 
Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.