Force India vê pelotão intermediário mais próximo e coloca meta de defender quarto lugar: “Vai ser uma grande tarefa”

Chefe de operações da Force India, Otmar Szafnauer estabeleceu como meta para 2018 a manutenção do quarto posto no Mundial de Construtores. Dirigente reconheceu que será uma “grande tarefa”, já que vê o pelotão intermediário mais próximo

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Chefe de operações da Force India, Otmar Szafnauer deixou claro que a meta do time é defender o quarto posto no Mundial de Construtores em 2018. Mesmo assim, o dirigente reconheceu quer será uma “grande tarefa”, já que o pelotão intermediário apareceu mais próximo neste ano.
 
Em 2017, a Force India fechou o ano com o quarto posto no Mundial de Construtores, 104 pontos à frente da Williams, a quinta. Passado o GP da Austrália deste ano, a escuderia de Sergio Pérez e Esteban Ocon tem o sexto lugar, já que não conseguiu pontuar.
Otmar Szafnauer falou em vencer as equipes rivais no ritmo de desenvolvimento (Foto: Force India)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Os testes mostraram que o pelotão intermediário se aproximou consideravelmente, então não teve uma grande surpresa em Melbourne”, disse Szafnauer. “Acho que os pontos serão distribuídos entre os times mais igualmente neste ano, e manter o quarto posto será uma grande tarefa”, reconheceu.
 
“Mas nós só tivemos uma corrida e as coisas podem mudar muito rapidamente na F1”, comentou.
 
Apesar do desempenho discreto em Melbourne, Szafnauer evitou o pânico e ressaltou que o que importa é a posição na tabela depois da última corrida da temporada.
 
“A corrida pelo desenvolvimento está apenas no início e é onde você termina a temporada que conta”, frisou. “No ano passado, nós superamos os times a nossa volta no desenvolvimento e temos de fazer o mesmo neste ano”, defendeu.
 
“Nossa meta é defender o quarto lugar e vamos lutar bastante para voltar para lá”, concluiu.
"RIDÍCULO E LEVIANO"

AJUDA DELIBERADA DA HAAS À FERRARI? NÃO FAZ SENTIDO ALGUM

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube