Fórmula 1 anuncia permanência de Silverstone no calendário até 2024

Silverstone segue no calendário da Fórmula 1, para alívio dos britânicos. Uma coletiva com representantes do autódromo e da categoria selou um novo acordo e a sequência do GP da Inglaterra. O novo contrato dura cinco anos

A aflição dos britânicos chegou ao fim nesta quarta-feira (10). Dois dias antes do início das atividades de pista do GP da Inglaterra, a Fórmula 1 anunciou novo contrato com Silverstone, que segue no calendário do Mundial em 2020. O novo acordo plurianual foi confirmado em entrevista coletiva que contou com a participação de Chase Carey, chefão da F1, Stuart Pringle, diretor de Silverstone, e John Grant, presidente do BRDC (Clube dos Pilotos Britânicos), entidade que administra o autódromo.

O acordo tem duração de cinco anos. Isso significa que, após o fim do vínculo atual com a edição de 2019, Silverstone segue no calendário ao menos até a temporada 2024.

"É um prazer confirmar que o GP da Inglaterra segue no calendário da Fórmula 1 pelo menos nos próximos cinco anos, com o evento seguindo em sua casa de longa data, o circuito de Silverstone", disse Chase Carey, representando o Liberty Media. "Sempre dissemos que, para ter um futuro de longo prazo, nosso esporte precisa preservar palcos históricos. Silverstone e GP da Inglaterra representam o berço do esporte, com o ponto de partida em 1950", seguiu.

"Silverstone é um dos GPs mais icônicos no calendário da F1, e com uma história tão rica seria um desastre para o esporte e os fãs se a gente não encontrasse um jeito de ir em frente", completou John Grant, presidente do BRDC. "2020 traz o 70º aniversário da primeira corrida do Mundial, em 13 de maio de 1950, e isso vai tornar o evento do próximo ano ainda mais especial. Isso é uma grande notícia para o BRDC, para Silverstone e para a F1, assim como para milhões de fãs britânicos", destacou.

Silverstone segue no calendário da Fórmula 1 (Foto: Ferrari)

O anúncio vem após meses de expectativas. Levou muito tempo até que Silverstone e Liberty Media chegassem a um acordo, com negociações que duram desde 2017. Foi nesse ano que o BRDC, que administra o autódromo, acionou uma cláusula que determinava o fim do contrato após a edição de 2019, e não de 2026, como originalmente previsto. O BRDC estava insatisfeito com o acordo vigente e através disso buscava negociar termos mais favoráveis.

Caso Liberty Media e BRDC levassem mais tempo para alcançar um consenso, a presença no calendário de 2020 seria improvável. A Fórmula 1 deve perder duas provas vigentes para permitir a entrada de duas novas, os GPs do Vietnã e da Holanda. O GP da Inglaterra era, ao lado dos GPs do México, da Alemanha e da Espanha, um dos favoritos à eliminação.

 
Com o novo contrato, a Fórmula 1 segue em seu berço – Silverstone, ou, de forma mais ampla, a Inglaterra. A última temporada sem corrida no autódromo foi 1986, mas por conta de um revezamento com Brands Hatch. Nunca houve um campeonato sem corrida na Inglaterra, com a primeira corrida de todas acontecendo justamente em Silverstone em 1950.

O verão europeu também traz a fase de definição sobre o calendário da F1 para 2020. Já está certo que a abertura da próxima temporada vai permanecer na Austrália, com a corrida marcada para 15 de março. As próximas semanas devem reservar a definição sobre os destinos das provas em dúvida. O GP do Brasil está garantido por contrato em Interlagos até o ano que vem.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube