Fórmula 1 vence guerra e expõe FIA ao ridículo (de novo)

No vídeo desta sexta-feira (8), Evelyn Guimarães analisa o recuo da FIA no que diz respeito à investigação do casal Wolff na F1. E fala também sobre os bastidores da guerra entre Liberty Media e Mohammed Ben Sulayem

A FIA desistiu da investigação contra um suposto caso de conflitos de interesse na F1. A decisão veio em um comunicado nesta quinta-feira (7). A entidade confirmou que não há mais nenhum procedimento para apurar questões de ética e disciplinares sobre o casal Toto e Susie Wolff. O órgão, em nota oficial, disse ainda que está satisfeito com o protocolo de compliance da Fórmula 1.

“Após análise do Código de Conduta e da Política de Conflito de Interesses da Formula One Management e da confirmação de que estão em vigor medidas de proteção adequadas para atenuar quaisquer potenciais conflitos, a FIA está convencida de que o sistema de gestão de compliance da FOM é robusto o suficiente para evitar qualquer divulgação não autorizada de informações confidenciais”, publicou a Federação, em nota.

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“A FIA pode confirmar que não há investigação em andamento em termos de inquéritos éticos ou disciplinares envolvendo qualquer indivíduo. Como órgão regulador, a FIA tem o dever de manter a integridade do automobilismo no mundo. A FIA reafirma o seu compromisso com a integridade e a justiça”, concluiu.

O recuo da Federação é mais uma derrota sofrida por Mohammed Ben Sulayem no duelo que trava contra o Liberty Media. Mas ainda há mais nos bastidores. Evelyn Guimarães analisa o imbróglio.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.