Foto: Massa volta no tempo e pilota Williams FW13B que foi de Boutsen em 1990 no Festival de Goodwood

Depois do jovem Alex Lynn, foi a vez de Felipe Massa ter a chance de guiar o Williams Renault FW13B, modelo que antecedeu ao ‘carro de outro planeta’ construído pelo time britânico na F1. O carro guiado por Massa neste sábado em Goodwood foi pilotado por Thierry Boutsen em 1990

O tradicional Festival de Goodwood representa para os pilotos que dele participam a chance de voltar ao passado e guiar modelos que fizeram a história do automobilismo mundial. Foi assim, por exemplo, com Jenson Button, que pilotou o McLaren-Honda com o qual Ayrton Senna faturou seu terceiro título mundial, em 1991. Felipe Massa também voltou alguns anos no tempo e teve a oportunidade de pilotar um dos bons carros da história da Williams neste sábado (27).

Felipe Massa acelera FW13B da Williams no Festival de Goodwood (Foto: Williams Racing/Facebook)

O FW13B foi o modelo com o qual a Williams disputou a temporada de 1990. No #5 estava o belga Thierry Boutsen, que foi companheiro de Riccardo Patrese. Com este carro, empurrado pelo motor Renault RS2 V10, a escuderia britânica conquistou duas vitórias, uma com cada piloto: Patrese, no GP de San Marino, e Boutsen, que triunfou no GP da Hungria.

25 anos depois, a Williams colocou o FW13B de volta à pista. Na sexta-feira, quem teve a chance de pilotar o modelo foi o jovem Alex Lynn. Neste sábado, Massa finalmente acelerou o carro guiado por Boutsen no início da década de 90 diante de vários fãs em Goodwood.

Felipe Massa volta ao passado ao guiar Williams de 25 anos atrás neste sábado (Foto: Williams Racing/Facebook)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube