F1

Gasly “não tem resposta” para resultados ruins e quer solução nas férias da F1

Pierre Gasly até achava que teria um bom GP da Hungria após a sexta-feira de treinos livres, só que o rendimento piorou subitamente. É mais um capítulo confuso na temporada do francês, que quer soluções ao longo de agosto

Grande Prêmio / Redação GP, de Porto Alegre
Pierre Gasly faz um 2019 abaixo das expectativas e, com a primeira metade da temporada já no passado, ainda segue com mais perguntas do que respostas. O francês reconheceu que não entende o que causa os resultados ruins e traçou como meta das férias de agosto a busca por algum tipo de norte na temporada de estreia pela Red Bull.
 
A confusão de Gasly a respeito do rendimento ruim se intensificou com o GP da Hungria. Na ocasião, o francês ficou satisfeito com o rendimento de sexta-feira, só que tudo piorou no sábado e no domingo. O resultado final foi um sexto lugar, atrás da McLaren de Carlos Sainz Jr., para dissabor da equipe.
 
“Nós tínhamos bom ritmo, mesmo comparando com os outros caras. Melhor do que de costume”, definiu Gasly. “Só que do TL3 em diante foi diferente. Não temos uma resposta clara nesse momento. Só precisamos entender e analisar isso com o pessoal. Acho que é bom para todos ter uma pausa agora, dar uma desligada e revisar esses primeiros meses. O que deu certo, o que poderia ser melhor e voltar mais fortes na segunda metade. Acho que aprendemos muitas lições desde o começo do ano. Ainda há muito por se fazer, então vamos usar o tempo para voltar afiados”, seguiu.
Pierre Gasly voltou a ficar devendo na Hungria (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
“Tivemos uma sexta-feira forte. As coisas começaram bem durante o fim de semana e aí, do TL3 em diante, eu perdi muito ritmo e sofri muito com aderência como um todo. A classificação foi difícil. Não consegui maximizar o resultado, mas claramente não encontramos ritmo para brigar pela ponta, e foi a mesma coisa na corrida. Precisamos entender o motivo da perda de tanto ritmo e voltar com mais força em Spa”, encerrou.
 
Gasly chega ao fim da primeira metade da temporada em sexto no Mundial de Pilotos com 63 pontos. O companheiro Max Verstappen é terceiro com 181, quase o triplo.


Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.