Incrédulo, Russell ressalta ousadia com volta em Spa: “Não tínhamos nada a perder”

George Russell voltou a se emocionar ao garantir a segunda posição do grid do GP da Bélgica

O acidente de Lando Norris na classificação do GP da Bélgica de F1 (Vídeo: F1)
▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Uma das grandes imagens do GP da Hungria, realizado há quase quatro semanas, foi das lágrimas de George Russell, lavado de felicidade por ter marcado seus primeiros pontos com a Williams. O prodígio britânico voltou a se emocionar ao garantir uma surpreendente primeira fila no grid de largada na caótica classificação do GP da Bélgica, na tarde deste sábado (28). Cerca de 40 minutos depois do grave acidente sofrido pelo compatriota Lando Norris na saída da curva Eau Rouge, Russell por pouco não anotou a pole-position. O piloto de 23 anos marcou 2min00s086. Mas Max Verstappen, no apagar das luzes da sessão, cravou 1min59s765, tempo que lhe valeu a posição de honra em Spa.

Mesmo ao ver a pole escapar por meros 0s321, Russell se mostrou incrédulo com o que havia acabado de fazer. É a primeira vez que a gloriosa Williams larga na primeira fila desde o GP da Itália de 2017, quando Lance Stroll partiu em segundo em Monza.

Russell agradeceu à Williams pelo trabalho e por tê-lo enviado à pista nos momentos corretos, aproveitando assim a instabilidade climática que ditou a sessão.

“Não sei o que dizer, pra ser sincero. Achei que estávamos fazendo um bom trabalho passando do Q1, baseado no desempenho de ontem. Agora estamos aqui, na primeira fila! A equipe fez um trabalho maravilhoso na pista no momento certo. Eu tinha muita confiança”, disse Russell.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GEORGE RUSSELL; MAX VERSTAPPEN;
A improvável primeira fila do GP da Bélgica: George Russell vai largar ao lado do pole, Max Verstappen (Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Na posição de franco-atirador, Russell lembrou: arriscou tudo na sua volta final no Q3. “Acho que estava numa posição privilegiada, em que não tínhamos nada a perder. Estávamos no Q3, o que não é o habitual para nós, e tínhamos de seguir em frente. Guardamos o modo máximo do motor para a última volta e só pensamos: ‘Vamos em frente’”.

“Obviamente, amanhã é o dia mais importante. Vamos lá buscar marcar mais alguns pontos”, complementou o homem mais feliz do sábado em Spa-Francorchamps.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar