GP às 10: As lendas da Fórmula 1 que foram eternizadas com estátuas de bronze

No GP às 10 desta segunda-feira (22), Fernando Silva fala sobre grandes ícones da Fórmula 1 que foram homenageados com estátuas de tamanho natural ao redor do mundo. Destaque para Ayrton Senna e Juan Manuel Fangio. O jornalista lembra também que outras tantas figuras da categoria ganharam esculturas de cera, algumas de gosto bem duvidoso

Ao longo da história, muitos pilotos da Fórmula 1 já foram homenageados com esculturas de cera, muitas delas de gosto pra lá de duvidoso. Mas pouquíssimos nomes da categoria foram eternizados com estátuas de bronze, em tamanho natural. No GP às 10 desta segunda-feira (22), Fernando Silva aproveita o tema que ganhou corpo nas últimas semanas em razão das manifestações contra o racismo ao redor do mundo para falar sobre as lendas, essas sim, com justiça, que receberam tal homenagem. Ícones do automobilismo como Ayrton Senna e Juan Manuel Fangio se destacam.

No fim, o jornalista de Sumaré pergunta: quem merece ser homenageado com uma estátua em tamanho natural por conta da sua vida e obra dentro e fora das pistas?

Aproveite e siga o canal do GRANDE PRÊMIO no DailyMotion.

Os dez últimos novos vencedores da Fórmula 1

Ao cruzar a linha de chegada no mítico circuito de Monza e vencer de forma incrível o GP da Itália, Pierre Gasly tornou-se o 109º piloto da história a triunfar em uma corrida do Mundial de Fórmula 1. A bordo do carro da AlphaTauri empurrado pelo motor Honda, o francês de 24 anos quebrou uma hegemonia do trio Mercedes-Red Bull-Ferrari que durava desde quando Kimi Räikkönen faturou o GP da Austrália de 2013 com a Lotus, sucessora e, ao mesmo tempo, antecessora da Renault como conhecemos hoje. Gasly entrou para a galeria dos novos vencedores da F1.

Trata-se de uma façanha e tanto. Mas também é verdade que, cada vez menos, a Fórmula 1 conhece novos pilotos vencedores. Desde que Heikki Kovalainen venceu o GP da Hungria de 2008 a bordo da McLaren e tornou-se o 100º homem da história a triunfar em uma etapa do Mundial, somente outros nove competidores triunfaram pela primeira vez. E tudo isso num espaço de quase 11 anos.

Tudo depende muito da ordem de forças e da dinâmica da Fórmula 1 em cada temporada. Naquele 2008, por exemplo, além de Kovalainen e Sebastian Vettel, que assim como Gasly, venceu em Monza a bordo da Toro Rosso, antigo nome da AlphaTauri, Robert Kubica subiu ao topo do pódio pela primeira e única vez na carreira a bordo de uma BMW que despontava como uma das forças daquele campeonato.

Com o passar dos anos e a polarização da Fórmula 1, sobretudo a partir do início da era híbrida de motores, vencer corridas tornou-se praticamente um monopólio de quem corria por Mercedes, Red Bull e Ferrari. Tanto que, entre 2014 e 2019, quatro pilotos provaram o doce sabor da vitória pela primeira vez, e sempre correndo por uma dessas equipes. Até que Gasly quebrou a sequência no último domingo. Tudo isso só representa, ainda que a conquista do francês tenha sido circunstancial, o gigante feito logrado em Monza.

A seguir, GRANDE PREMIUM elenca os dez últimos novos vencedores da Fórmula 1. De Kovalainen a Gasly, há quem hoje esteja aposentado das pistas, quem ainda dispute suas corridas aqui e ali, quem planeja voltar a acelerar e também aqueles que ainda têm no horizonte o sonho de um dia ser campeão mundial da principal categoria do esporte a motor.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube