GP às 10: Ninguém vai morrer porque F1 sai da Globo. Futuro pode reservar surpresas

Ao dizer com todas as letras que “ninguém vai morrer porque a Globo deixará de transmitir a Fórmula 1”, o jornalista Américo Teixeira Junior analisa o contexto gerador da ruptura, depois de quatro décadas

Modelo de negócio antigo e ultrapassado, baseado no monopólio e no telespectador passivo, perde espaço para nova forma de ver a Fórmula 1, podendo revolucionar a TV brasileira, inclusive com a Globo. Por que não? A reflexão é de Américo Teixeira Jr. no GP às 10 desta quarta-feira (16).

Passado o susto provocado pelo fim das transmissões da Fórmula 1 pela Globo, a partir de 2021, o cenário continua sombrio porque nada foi anunciado em substituição. Entretanto, há quem vislumbre futuro interessante para o fã da categoria e emissoras no Brasil. O jornalista explica o que pode vir a ser o novo horizonte para a Fórmula 1 na televisão brasileira.

Aproveite e siga o canal do GRANDE PRÊMIO no DailyMotion.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube