GP às 10: Sinal vermelho para Petecof mostra uma F1 que não serve nem aperitivo

Mesmo com o talento demonstrado na Europa e para a Ferrari, Gianluca Petecof ficou a pé mais uma vez em 2020

Castroneves passou Palou para vencer a Indy 500 (Vídeo: NBC)

Gianluca Petecof está fora do grid da Fórmula 2 para a etapa deste próximo fim de semana, no Azerbaijão. Após defender a Campos nas duas rodadas triplas iniciais do campeonato, no Bahrein e em Mônaco, agora o brasileiro se vê do lado de fora do grid pela falta de patrocínios e mostra uma vez mais o quão fundo é o problema.

É a análise que Pedro Henrique Marum faz no GP às 10 de hoje. Após uma carreira que mostrou evidente talento nas categorias iniciais dos monopostos europeus, Petecof foi golpeado de maneira desproporcional a qualquer quesito esportivo desde o fim de 2020. A temporada é, ao menos até agora, a pior possível.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Gasly carrega AlphaTauri sozinho. E isso é motivo para pensar em nova equipe para 2022

Petecof superou pilotos mais velhos na F-Regional em 2020, gente que estava na mesma garagem e com os mesmos carros, apoiados pela mesma Academia de Pilotos: a da Ferrari. Mas nem isso te garante alguma vantagem por mérito ou uma corda um pouco maior. O dinheiro grita alto demais e destrói caminhos desenhados para o sucesso.

Pilotos pagantes sempre existiram e fizeram parte da roda das oportunidades, mas num mundo onde as rendas se concentram mais e o diálogo se torna cada vez mais centralizados de grandes corporações para super-ricos, o talento é facilmente soterrado se oferecer somente as chances de vencer. Há que entregar também o lucro imediato que não está nas pistas. Petecof é um dos pilotos mais talentosos a sofrer com isso recentemente, mas não é o primeiro – está aí outro brasileiro, Igor Fraga, para provar – e tampouco, infelizmente, será o último.

Assista, curta e compartilhe o GP às 10 de hoje:

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar