F1

GP às 10: Tigrão ou tchutchuca? Nenhum. Leclerc foi apenas inteligente nas primeiras corridas pela Ferrari

Charles Leclerc não foi molengão na Austrália. É a opinião de Pedro Henrique Marum no GP às 10 da noite desta quinta-feira (4). Leclerc não foi tchutchuca e nem tigrão, respectivamente, em Austrália e Bahrein. Foi, sim, um piloto extremamente inteligente e maduro no auge dos 21 anos

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Escolha as suas batalhas. Charles Leclerc não entrou numa batalha infrutífera com Sebastian Vettel, mais experiente e que conhece melhor a equipe, por conta de dois pontos na abertura do campeonato. Seria apenas isso em jogo, uma vez que a Ferrari não podia fazer mais que P4 e P5 na Austrália. Era colocar o máximo de ponto em riscos por muito pouco e, de forma egoísta, incendiar a equipe. No Bahrein, diferente, era uma disputa para escapar e por liderança. Uma luta para vencer. Assim, passou Vettel com ordem contrária e tudo. É como os campeões agem, com inteligência e entendendo onde estão. Um título e um legado não se constroem na primeira corrida. Leclerc é, acima de tudo, muito maduro.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.