GP às 10: Dos vovôs da Mercedes à meninada: o que idades dizem sobre F1 2021

No GP às 10 desta terça-feira (6), Flavio Gomes reflete sobre o que a experiência das duplas de pilotos diz sobre a F1 2021. Destaque para a Mercedes

Claudia Hürtgen sofreu um acidente assustador durante a classificação da Extreme E na Arábia Saudita (Vídeo: Extreme E)

A segunda etapa da temporada está guardada para um novo evento ‘made in Itália’: o GP da Emília-Romanha, numa pista de Ímola que, historicamente, sediava um GP de outro nome. Flavio Gomes pega o gancho nas mudanças que embaralham os estatísticos para separar números da temporada, especialmente sobre a experiência do grid, puxando pelas médias de idades – com destaque para a Mercedes.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
McLaren prevê cancelamentos no calendário da F1: “Uma corrida ou duas

No levantamento, o jornalista destaca como as equipes da F1 2021 estão separadas com relação à experiência da dupla de pilotos. É verdade que Fernando Alonso e Kimi Räikkönen são os mais velhos, mas Lewis Hamilton é quem puxa a fila da Mercedes, única equipe com dois pilotos acima dos 30 anos. Esteban Ocon e Antonio Giovinazzi estão ambos abaixo dos 30.

A experiência da Mercedes pode ser colocada em contraste à da Ferrari: a média está por volta de 24,5 anos para os jovens Charles Leclerc e Carlos Sainz. É uma juventude que tem condições de complicar a equipe italiana em determinadas situações.

Além disso, Gomes ainda fala sobre outros números, como quantidade de títulos mundiais no grid. E, claro, destaca o que esperar para a corrida que abre a jornada europeia do Mundial de Fórmula 1 de 2021.

Assista e compartilhe o GP às 10:

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube