CEO da McLaren prevê cancelamentos no calendário da F1: “Uma corrida ou duas”

O calendário de 23 corridas planejado pela Fórmula 1 para 2021 pode não ir tão longe, segundo Zak Brown, CEO da McLaren. O dirigente acredita que a pandemia de Covid-19 pode gerar mais mudanças no cronograma até o fim do campeonato

A Fórmula 1 planejou um longo e ambicioso calendário para a temporada 2021, com 23 corridas previstas entre março e dezembro, mesmo com a continuação da pandemia de Covid-19. Por isso, alguns dirigentes já acreditam que corridas devem ser canceladas nos próximos meses. Zak Brown, CEO da McLaren, é um deles.

A então etapa inicial do campeonato, o GP da Austrália, já teve a data remanejada por conta da pandemia, e agora está marcado para novembro. Com isso, a F1 abriu a temporada no Bahrein pela terceira vez na história. O GP da China também segue ameaçado, assim como a etapa do Canadá, que está com futuro indefinido até o momento. Com isso, os GPs de Portgual e da Emília-Romanha retornam para o segundo ano seguido.

“Nós achamos que vai causar um impacto, o calendário já foi modificado uma vez. Acho que a F1 fez um grande trabalho com 17 corridas em meio ano [em 2020], é ótimo que tenhamos começado em março. Acho que vamos perder uma corrida ou duas”, disse Brown a jornalistas no Bahrein.

Largada do GP do Bahrein marcou o início da temporada 2021 da Fórmula 1 (Foto: Beto Issa)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Há não muito tempo, como vocês sabem, o calendário da F1 tinha de 15 a 18 corridas, então acho que se conseguirmos 20 é um cronograma normal e completo para a Fórmula 1. Estou confiante de que vamos ter 20 corridas de março a dezembro”, pontuou o CEO da McLaren.

Enquanto isso, países seguem com seus programas de vacinação em busca da redução de casos de Covid-19 em todo mundo. A expectativa é de que o calendário da F1 em 2021 tenha menos mudanças do que as vistas no ano passado, quando diversas provas foram adiadas ou canceladas por conta da crise do coronavírus.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube