GP do Brasil inova e vai misturar grid-boys com grid-girls pela primeira vez na história da F1

Pela primeira vez na história da F1, grid-girls e grid-boys estarão lado a lado dividindo o espaço numa prova da categoria - e será no GP do Brasil do próximo domingo. É uma tentativa da F1 de se adequar aos novos tempos sem perder algo tradicional

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Na pista, ainda não se sabe como será; nas instalações, o GP do Brasil terá as novidades da renovada Interlagos. Mas em outro aspecto, porém, a etapa brasileira – penúltima do Mundial de F1 em 2015 – vai inovar. Pela primeira vez, grid-boys vão se juntar às grid-girls ao lado pelo paddock e no grid de largada de uma prova da F1.

 
Em comunicado divulgado à imprensa, ao anunciar que o primeiro ensaio dos modelos convidados acontece nesta quarta-feira (12), a organização do GP do Brasil vende a inovação como "uma solução mais moderna".  
 
No GP de Mônaco, em maio, apenas rapazes estiveram alinhados no grid perto dos carros. Sebastian Vettel chegou até a fazer piada na época. Mas será a primeira vez que homens e mulheres estarão juntos, lado a lado.
Aí o ensaio geral com as grid girls e os grid boys (Foto: Duda Bairros/GP Brasil)
A discussão sobre as grid-girls não é exatamente algo que a F1 acabou de estimular. Em abril deste ano, o Mundial de Endurance anunciou que estava encerrando o tradicional papel por entender que o mundo pedia "uma condição um pouco diferente das mulheres".

“Para mim, isso é passado. A condição das mulheres é um pouco diferente hoje. O esporte é um esporte, mas em torno disso nós podemos fazer muitas coisas. Nós vamos ter um DJ, entretenimento, muitas coisas no grid. O show vai começar no grid, mas, no fim, as estrelas são os carros e os pilotos”, disse na oportunidade o chefão do WEC, Gérard Neveu. Ao passo que o atual campeão Anthony Davidson defendeu a medida, dizendo a tradição que se tratava de algo "um pouco sexista".
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Massa é direto: o GP de Cingapura de 2008, aquele da armação protagonizada por Nelsinho Piquet, deveria ter sido…

Posted by Grande Prêmio on Quarta, 11 de novembro de 2015


A tradição das grid-girls é vista por muita gente como objetificação feminina. A tentativa da F1 em misturar homens e mulheres na função é a de não ignorar as preces dos novos tempos, mas também de não perder algo tão tradicional.

O GRANDE PRÊMIO cobre o GP do Brasil neste fim de semana com grande equipe: Flavio Gomes, Evelyn Guimarães, Fernando Silva e Rodrigo Berton. Acompanhe aqui.

PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ

document.MAX_ct0 ='';
var m3_u = (location.protocol=='https:'?'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?':'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random()*99999999999);
document.write ("”);
//]]>–>

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube