Grato à Williams, Bottas fala em deixar time na hora certa: “Em algum ponto nossos caminhos vão se separar”

Especulado na Ferrari, Valtteri Bottas não confirmou a saída da Williams, mas descartou encerrar a carreira na F1 com o time de Grove. Finlandês destacou que será sempre grato à equipe de Frank Williams pela chance na F1

Valtteri Bottas está entre os mais cotados para assumir a vaga de Kimi Räikkönen na Ferrari em 2016. Enquanto os fãs da F1 acompanham com interesse a movimentação do mercado, o finlandês dá pistas que a saída da Williams se aproxima.
 
Falando à publicação francesa ‘F1i’, o companheiro de Felipe Massa destacou sua longa história com a Williams e se mostrou orgulhoso da evolução do time nas temporadas recentes do Mundial.
Bottas destacou evolução da Williams desde 2010 (Foto: AP)
“Acho que nós todos fizemos isso juntos, cada pessoa. Eu comecei como piloto de testes em 2010, o que já faz um tempo, então é muito bom ver o quão grande foi a melhora desde então”, disse. “Estou realmente orgulhoso do que fizemos e, com certeza, pelo fato de a Williams ter me dado a oportunidade de chegar na F1 como piloto de testes e aí talvez ter corrido um pouco de risco me colocando como piloto titular, mas agora acho que eles veem que compensou”, seguiu. 
 
“Sempre serei grato a eles por isso”, garantiu o piloto, que ocupa a quarta colocação no Mundial de Pilotos.
 
Ainda sem anunciar qual uniforme vai vestir no próximo ano, Bottas deu indícios de que a saída da Williams se aproxima e lembrou que é difícil que um piloto passe toda sua carreira com um único time.
 
“Não há informação sobre o próximo ano, então eu não quero dizer que estou saindo, mas nós tivemos ótimos momentos juntos”, lembrou. “Pode haver algo o futuro e eu sempre serei grato ao time. Mas, ainda assim, tenho uma carreira pela frente e não é muito comum que um piloto fique com um único time por toda carreira”, continuou. 
 
 “Então, claro, em algum ponto nossos caminhos vão se separar e eu sempre me lembrarei dos bons momentos”, frisou. 
 
Focado em batalhar pelo título da F1, Bottas afirmou que quer estar “no lugar certo a hora certa” e não se deixar prender por apego a uma equipe.
 
“Chega uma hora como piloto em que você também precisa começar a pensar em si mesmo. Se existem outras oportunidades, se tem uma chance melhor de vencer em outro lugar”, considerou. “Seria realmente legal vencer com a Williams, mas se isso não for possível, minha meta é ser campeão mundial, então se ver que isso não é possível, em algum ponto, claro, você tem de começar a procurar outras opções”, defendeu.
 
“Não tenho nenhuma informação nova sobre o que vai acontecer no próximo ano. Se vou estar aqui ou não, eu ainda não sei”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube