Grosjean diz ficar irritado por perder treinos livres, mas se mostra conformado para 2016: “Não tenho escolha”

Romain Grosjean não gosta nada da ideia de ser substituído por Jolyon Palmer em vários TL1 da temporada 2015. Mesmo assim, o franco-suíço disse que já está conformado e que espera que a história se repita em 2016

Romain Grosjean é o piloto titular que mais fica de fora dos TL1 das etapas da temporada 2015 da F1. Com a Lotus escalando Jolyon Palmer em dez oportunidades, o franco-suíço em mais da metade do ano começa seu final de semana apenas no segundo treino livre. Mesmo admitindo que detesta isto, Grosjean já se mostrou pronto para que isto volte a acontecer em 2016.
 
Grosjean reconheceu que, neste caso, não tem opção a não ser acatar a escolha da Lotus.
 
“Existem dias em que você não tem escolha. Tem muita coisa que você só tem de aceitar e pronto. É assim que será, preciso lidar novamente com isto”, disse.
 
O franco-suíço explicou que chegou a discutir com os dirigentes do time alegando que seria injusto perder 10 sessões de treino, mas não teve êxito.
 
“Neste ano, quando me disseram que eu ficaria de fora de 10 treinos livres, fiquei muito irritado e disse a eles que não seria justo. Mas o time precisa disto”, falou.
 
Grosjean viu o copo meio cheio da situação: quando consegue bater Pastor Maldonado em seu primeiro treino no final de semana e segundo do venezuelano.
 
“Mas é assim que as coisas são, você precisa aceitar. É bem satisfatório quando eu fecho o TL2 na frente do meu companheiro de equipe ou até dentro do grupo dos cinco mais rápidos”, explicou.
Romain Grosjean não gosta de perder TL1, mas admite que isto é uma realidade na Lotus (Foto: Getty Images)
Para o piloto, ter sucesso logo de cara nos TL2 é, em boa parte, fruto de seu bom relacionamento com os engenheiros da Lotus.
 
“E coisas assim só acontecem porque meu relacionamento com os engenheiros é fantástico. Claro que você acaba perdendo uma coisinha aqui, outra ali, mas, no geral, acho que fazemos um bom trabalho”, afirmou o piloto.
 
Grosjean completou exaltando a melhor do time de Enstone em um comparativo entre os carros de 2014 e 2015.
 
“Definitivamente, nosso carro é muito melhor que o do ano passado. Perdemos algumas chances, tivemos problemas, mas nosso trabalho, no geral, tem sido bom”, completou o do carro #8.
 
Grosjean ocupa a décima colocação no Mundial de Pilotos. O franco-suíço marcou 23 pontos, quase o dobro do que fez o 14º colocado e seu companheiro Maldonado.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube