Grupo de seis equipes se opõe às regras propostas pela F1 para 2021

A Fórmula 1 terá novidades nas regras em 2021, mas ainda não há certeza sobre quais serão. De acordo com a TV inglesa BBC, seis das dez equipes do grid foram contrárias ao projeto proposto por FIA e Fórmula 1 no mês passado

A maioria das equipes da Fórmula 1 está contra o novo pacote de regulamentação técnica proposto pela categoria e pela FIA para passar a valer em 2021. Entre aquelas que estão em desacordo com a proposta, estão Ferrari e Mercedes. Uma reunião, marcada para o próximo dia 16, será decisiva em relação às regras pelas quais a F1 irá atuar em pouco mais de um ano.
 
A informação foi trazida pela rede de TV inglesa BBC. Segundo o veículo, Ferrari, Mercedes e Red Bull, as três principais equipes do grid nos últimos anos, organizaram um questionário, entregue a todos os times. Seis das dez escuderias se mostraram contrárias: além das organizadoras, Toro Rosso, Haas e Racing Point foram as outras.
 
Alfa Romeo, McLaren, Williams e Renault foram as equipes que se mostraram preferência ao novo pacote de regras em relação ao atual. Mesmo assim, duas delas – McLaren e Alfa Romeo – fizeram propostas para mudar o regulamento. 
 
Equipes, F1 e FIA têm um encontro marcado para o próximo dia 16, em Paris. Será a última oportunidade de todas as partes se encontrarem cara a cara para discutir o assunto antes da data-limite para que o martelo sobre o regulamento seja batido, no próximo dia 31 de outubro. Na realidade, a data-limite original era 30 de junho, mas as equipes conseguiram postergar a definição.
Chase Carey (direita) (Foto: Red Bull Content Pool)
É necessário que haja um acordo entre as partes para que a mudança nas regras vá adiante: é muito improvável que as novas regras passem de maneira unilateral. Isso, porque a Ferrari tem poder de veto – embora seja de conhecimento geral que a escuderia italiana não queira que a crise chegue tão longe.
 
De acordo com a BBC, o questionário foi desenvolvido após o GP de Singapura, uma vez que foi naquele fim de semana que a FIA apresentou a versão final do projeto para as equipes. Consistia em por volta de uma dezena de perguntas para saber se as equipes preferem as regras atuais ou as propostas. Caso preferissem as propostas, queria saber se gostariam de mais liberdade para criação de motor e parte aerodinâmica e qual a opinião sobre a padronização de peças e sistemas. As respostas foram entregues no último dia 4.
 
Entende-se que pontos técnicos, que variam da aerodinâmica aos motores, figuram no maior impasse entre os times, além dos fatores financeiros, que estão sendo questionados, sobretudo o orçamento. Entre outros aspectos, a FIA e o Liberty Media, grupo proprietário da F1, desejam aprovar regras que ajudem, no entendimento deles, a tornar o esporte mais competitivo e equilibrado. E essas medidas, portanto, atendem desde a parte técnica até a distribuição da premiação e os limites de gastos. 
 
Paddockast #37
GRANDES RIVALIDADES INTERNAS 

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube