Haas descarta fim da disparidade na F1 com teto orçamentário: “Só vai diminuir”

A Haas até acredita em um grid mais parelho a partir de 2021, consequência do teto orçamentário, mas controla suas expectativas. É que a equipe americana ainda “está longe” de gastar o valor limite, de US$ 175 milhões

A Haas segura as expectativas na hora de avaliar possíveis impactos do teto orçamentário sobre a Fórmula 1 a partir de 2021. A equipe americana, que conta com um dos orçamentos mais modestos do grid, não espera que a categoria se torne imediatamente igualitária – é que, para muitos competidores, o teto de US$ 175 milhões (R$ 729 milhões) ainda é muito alto.
 
“Acho que o teto orçamentário só vai diminuir a distância [entre equipes], mas não acabar com ela”, apontou Guenther Steiner, chefe da Haas. “Estamos longe de gastar US$ 175 milhões nesse momento, enquanto as grandes equipes estão muito acima disso. As equipes de ponta precisam descer, e vão ficar em US$ 175 milhões. Só que a maior parte das outras equipes ainda está muito abaixo desse número. Espero que ajude a diminuir a distância, e aí veremos. Talvez haja um segundo passo no teto orçamentário”, seguiu.
A Haas controla expectativas para 2021 (Foto: Haas)

A Haas foi a segunda equipe que menos gastou em 2018, não indo além de U$ 130 milhões – por volta de R$ 500 milhões. A Ferrari, quem mais abriu a carteira, bateu na casa de US$ 410 milhões, ou R$ 1,6 bilhão.

 
A economia na F1 poderia ser ainda maior, mas esbarrou em um importante tema: o uso de peças padronizadas. As equipes não quiseram se comprometer com carros parecidos demais.
 
“Esse [uso de peças padronizadas] foi o maior ponto de discussão entre FIA, FOM e equipes. As equipes não queriam terminar com um carro padrão, ou muito regulado. Não queremos uma espécie de GP1. No fim, a FOM permitiu criatividade no regulamento. Tomara que tenhamos isso”, encerrou.

O GP do Brasil, penúltimo da temporada 2019 da Fórmula 1, tem cobertura IN LOCO do GRANDE PRÊMIO com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL.
 

 
Paddockast # 41
MAIORES VITÓRIAS DE HAMILTON NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar