Hamilton abre fim de semana com melhor tempo no primeiro treino livre da Malásia. Massa é nono

Lewis Hamilton colocou a Mercedes na frente no primeiro treino livre da F1 em Sepang, nesta sexta-feira (28). Kimi Räikkönen, espantando os problemas de adaptação à F14T, foi segundo, à frente de Nico Rosberg. Felipe Massa completou a sessão em nono

Foi no calor e na umidade de Sepang que a F1 deu início nesta sexta-feira (28) aos trabalhos para a segunda etapa do Mundial. E a sessão inicial do fim de semana começou com a marca que saiu vencedora na Austrália: a Mercedes comandou as ações na Malásia. Só que desta vez foi Lewis Hamilton quem apareceu com o melhor tempo do primeiro treino livre malaio.

O inglês fechou as atividades com 1min40s691, 0s152 mais veloz que Kimi Räikkönen, o melhor dos ferraristas. Nico Rosberg, completando a grande fase da equipe alemã, cravou a terceira melhor marca.

Jenson Button colocou a McLaren em quarto, logo à frente do impetuoso companheiro de equipe, Kevin Magnussen, que chegou, inclusive, a liderar boa parte do treino. Sebastian Vettel sofreu é verdade, mas conseguiu se posicionar em sétimo. Já Felipe Massa foi apenas o nono.

Lewis Hamilton foi o mais rápido neste primeiro treino livre em Sepang (Foto: Getty Images)

'TOP GEAR BARBADOS' com LEWIS HAMILTON e o GRANDE PRÊMIO

Confira como foi o primeiro treino livre da F1 em Sepang

A sessão que abriu os trabalhos da F1 em Sepang ainda nesta quinta-feira (27) no Brasil, sexta na Malásia, começou sob uma temperatura de 30ºC, e Fernando Alonso foi quem primeiro apareceu no pit-lane. Depois do espanhol, os dois carros da Caterham, o companheiro Kimi Räikkönen, os dois pilotos da McLaren e a dupla da Williams vieram na cola. Aí Esteban Gutiérrez, Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo também se juntaram ao grupo. Mas os minutos iniciais, como de costume, foram dedicados apenas a voltas de instalação.

Os primeiros tempos cronometrados vieram mesmo com 20 minutos de sessão. Gutiérrez foi quem abriu a contagem, com 1min45s851. Aí Bottas cravou uma marca mais veloz. O finlandês da Williams fez o cronômetro trabalhar ao virar 1min44s359. Massa surgiu na segunda posição em seguida, à frente de Gutiérrez, Max Chilton e Marcus Ericsson.

Na demorou muito, e Alonso apareceu com 1min42s930, deixando Valtteri em segundo, mas já na casa de 1min43s. A pista foi ficando movimentada a seguir, com Button superando asturiano da Ferrari na sequência.

O bicampeão, entretanto, ficaria pouco tempo como vice-líder. Fernando voltou à pista e registrou 1min41s923, impondo expressivos seis décimos em cima do piloto da McLaren. Mas logo os ingleses se aproximariam com o veloz Kevin Magunssen, que ficou a apenas 0s130 da marca do líder ferrarista.

Romain Grosjean já ficou parado na primeira tentativa de volta cronometrada no primeiro treino na Malásia (Foto: Twitter/Reprodução)

Quase ao mesmo tempo, uma bandeira amarela já era mostrada pelos fiscais na curva 9. A paralisação foi causada pela Lotus de Romain Grosjean. Mau sinal para os membros de Enstone neste início de fim de semana malaio.

Na tabela de tempos, Alonso seguia na ponta, com Magnussen em segundo. Nico Rosberg vinha em terceiro, à frente de Button, Lewis Hamilton, Jean-Éric vergne, Nico Hülkenberg, Adrian Sutil, Bottas e Räikkönen. Felipe Massa era apenas 12º. Todos ainda calçados com pneus duros.

Na retomada das ações, enquanto Daniil Kvyat, Daniel Ricciardo, Sebastian Vettel estavam em voltas rápidas, Adrian Sutil rodou na entrada do pit-lane. O incidente trouxe todos os pilotos de volta aos boxes. Menos de dez minutos depois, o novato Kvyat retornou à pista para cravar um bom sétimo posto.

Outras mudanças na folha de tempos vieram na sequência. Mas a mais importante delas, com 40 minutos para o fim, foi a escala de Vergne. O francês colocou a Toro Rosso na ponta com 1min41s402, empurrando Alonso para segundo, que ainda seria superado em seguida por Magnussen.

 

Aliás, o jovem dinamarquês logo aparecia na ponta. Uma volta depois de assinalar o segundo tempo, o estreante da McLaren virou 1min41s274 e passou a comandar a tabela, com Vergne agora em segundo, à frente de Alonso, Rosberg, Button e Ricciardo, que tinha 1s3 de desvantagem para o ponteiro.

Enquanto isso, Vettel lutava para sair de um modesto 16º lugar. Räikkönen, que vinha logo atrás do alemão na pista, brigava para manter a arisca F14T no traçado. Pouco depois do tetracampeão da Red Bull pular para 14º, Magnussen se viu parado na entrada dos pits. O jovem precisou de ajuda dos fiscais para movimentar o MP4-29 e tentou seguir lentamente pelo pit-lane, mas não foi possível, ficou por lá mesmo, causando nova bandeira amarela.O problema com Kevin foi com o motor da Mercedes.

Por causa das bandeiras amarelas próximas à entrada dos boxes, Alonso perdeu tempo e não conseguiu melhorar suas marcas. Na última tentativa, ainda acabou rodando, mas foi capaz de voltar ao traçado.

Adrian Sutil rodou na entrada dos pits neste primeiro treino livre em Sepang (Foto: Twitter/Reprodução)

Enquanto tudo isso acontecia, Hamilton já era o nome que aparecia no topo da tabela, com 1min40s723. Räikkönen, agora andando sem escorregadelas, era o segundo, a 0s120 do inglês, que ainda permanecia veloz na pista malaia. Lewis ainda alcançaria 1min40s691.

Rosberg vinha terceiro, com Button e Magnussen completando os cinco primeiros. Vergne tinha o sexto tempo, logo à frente de Vettel, que finalmente entrara no top-10. Massa, Hülkenberg e Alonso vinham na sequência.

Quando o cronômetro mostrou 20 minutos para o fim da sessão, Hamilton ainda liderava, com 0152 para o finlandês da Ferrari e 0s337 para o companheiro de Mercedes, Nico Rosberg. Sergio Pérez e Pastor Maldonado eram os únicos ainda sem tempo. Já Massa rodava no mesmo ponto de Alonso.

Como a maré da Lotus não é das melhores, quando finalmente Maldonado foi à pista, a volta sequer foi completada. O E22 perdeu velocidade e a fumaça branca na traseira já denunciava novas falhas de motor e muito mais trabalho nos boxes do time aurinegro.

Os dez minutos finais da sessão foram movimentados, com quase todos os pilotos na pista. E quase todos correndo com tanque cheio, por isso os tempos na parte cima da tabela pouco mudaram. Nos últimos instantes, Romain Grosjean ainda teve um tempinho para voltar à pista com o seu problemático E22, mas nada conseguiu.

Kimi Räikkönen enfrentou menos problemas com a F14T no primeiro treino em Sepang (Foto: Getty Images)

O treino terminou mesmo com Hamilton na ponta, à frente da surpresa Kimi Räikkönen com a Ferrari. Nico Rosberg posicionou a outra Mercedes em terceiro. Felipe Massa fechou a sessão em nono.
 

F1, GP da Malásia, Sepang, treino livre 1:

1 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:40.691   19
2 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:40.843 +0.152 20
3 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:41.028 +0.337 19
4 22 JENSON BUTTON ING McLAREN MERCEDES 1:41.111 +0.420 20
5 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN McLAREN MERCEDES 1:41.274 +0.583 18
6 25 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TORO ROSSO RENAULT 1:41.402 +0.711 15
7 1 SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT 1:41.523 +0.832 9
8 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:41.642 +0.951 19
9 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:41.686 +0.995 23
10 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:41.830 +1.139 22
11 14 FERNANDO ALONSO ESP FERRARI 1:41.923 +1.232 14
12 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:42.117 +1.426 20
13 99 ADRIAN SUTIL ALE SAUBER FERRARI 1:42.365 +1.674 21
14 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT 1:42.869 +2.178 21
15 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX SAUBER FERRARI 1:42.904 +2.213 23
16 17 JULES BIANCHI FRA MARUSSIA FERRARI 1:43.825 +3.134 18
17 9 MARCUS ERICSSON SUE CATERHAM RENAULT 1:45.775 +5.084 24
18 4 MAX CHILTON ING MARUSSIA FERRARI 1:46.911 +6.220 10
19 10 KAMUI KOBAYASHI JAP CATERHAM RENAULT 1:51.180 +10.489 5
20 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES     2
21 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT     2
22 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS RENAULT     4
    TEMPO 107% TL1   1:47.739 +7.048  
               
RECORDE FERNANDO ALONSO ESP RENAULT 1:32.582 19/03/2005  
MELHOR VOLTA JUAN PABLO MONTOYA COL WILLIAMS BMW 1:34.223 21/03/2004  

Viaje para Mônaco e acompanhe o GP mais tradicional do Mundial da F1 com o GRANDE PRÊMIO por um PREÇO ESPECIAL. Veja o pacote aqui:

Foto: Mais uma novidade nesta semana de início da F1: leitor/seguidor do GRANDE PRÊMIO tem preço especial na compra dos pacotes com a AMK Viagens. Já pensou em ir para Mônaco e acompanhar essa F1 imprevisível no glamour do Principado? Dica de amigo: dá uma olhadinha, fala com os amigos e entra em contato com o Edgar Efeiche para uma viagem em alta velocidade: http://www.amkviagens.com.br/2011/index.php/terrestres_internacionais/ver/104

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube