Hamilton brinca com possível retorno de Alonso: “Eu não seria o mais velho aqui”

Lewis Hamilton aprova o retorno do ex-companheiro de equipe Fernando Alonso. Na visão do hexacampeão, é interessante que o veterano espanhol busque a volta ao grid, mas não gostaria de ver um novato perdendo espaço para o piloto de 38 anos, afastado desde o fim de 2018

Fernando Alonso deixou a Fórmula 1 ao fim de 2018, mas um possível retorno do espanhol segue sendo assunto no paddock da categoria. Hexacampeão mundial, Lewis Hamilton gostaria de ter o ex-companheiro de equipe de volta no grid.
 
Hamilton, que tem 34 anos, afirmou que é interessante ver grandes nomes do esporte buscando retorno, como no caso do heptacampeão mundial Michael Schumacher, que voltou em 2010 após quatro anos parado e ficou na Mercedes até 2012.
 
"Eu ficaria feliz por não ser o mais velho aqui", brincou Hamilton quando perguntado sobre o retorno de Alonso. "Então sim, eu o recepcionaria, ele pode vir. Fernando é um piloto que alcançou muitas coisas. É interessante ver pilotos querendo voltar como o Michael. Não falei com ele, então não sei como vem se sentindo ou se sente falta, mas não seria ruim para o esporte", continuou.
Fernando Alonso recebeu uma punição de 70 horas (Foto: Reprodução/Twitter)
Hamilton e Alonso dividiram a garagem na McLaren, em 2007, o que acabou rendendo polêmica. O inglês afirmou que não queria ver o espanhol, aos 38 anos, roubando o lugar de algum jovem piloto do grid.
 
"Ultimamente, temos visto vários garotos aqui, e temos apenas 20 lugares, então ele teve o seu espaço. Se mais novatos não vierem, acho que existe espaço para alguém que poderia ser substituído. Eu o recepcionaria", completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar