F1

Hamilton comemora vitória em “corrida difícil” no Bahrein e consola Leclerc após derrota: “Azar extremo”

Lewis Hamilton se aproveitou de um problema que afetou o motor da Ferrari de Charles Leclerc e venceu o GP do Bahrein de 2019. No rádio e na entrevista pós-corrida, o pentacampeão mundial reconheceu os esforços do jovem monegasco

Grande Prêmio / GABRIEL CARVALHO, de Campinas
Lewis Hamilton foi o grande vencedor do GP do Bahrein. O pentacampeão mundial se aproveitou de um problema no motor da Ferrari de Charles Leclerc e venceu a primeira corrida em 2019, mas o inglês também não deixou de se solidarizar com a situação do monegasco, que liderou a maior parte da prova e terminou com a terceira colocação.

Ainda no rádio celebrando a vitória, Hamilton lamentou a falta de sorte de Leclerc, e afirmou que a Mercedes tem trabalho a ser feito para superar a Ferrari, que esteve à frente dos carros prateados por boa parte da corrida.

"Foi azar extremo do Charles, ele fez uma corrida muito boa", disse Hamilton. "Temos trabalho a fazer pra deixar esses caras atrás da gente", completou.
Lewis Hamilton (Foto: AFP)
Na entrevista antes do pódio com Martin Brundle, Hamilton voltou a elogiar o trabalho feito por Leclerc na corrida, e também comentou sobre a batalha com o tetracampeão mundial Sebastian Vettel. Hamilton o ultrapassou na volta 38, e o alemão da Ferrari acabou rodando sozinho, posteriormente perdeu a asa dianteira e terminou no quinto lugar.

"Foi uma corrida muito, muito difícil hoje. Charles fez um grande trabalho, deve ter sido devastador, mas ele ainda terá muitas vitórias pela frente. A batalha contra o Vettel foi bem divertida pra mim e acho que não houve toque", completou.

A F1 volta daqui a duas semanas, em Xangai, para o GP da China, a corrida de número 1.000 da história.