Hamilton elogia preparação da Mercedes para 2016, mas vê Ferrari perigosa na “posição de caçadora”

Lewis Hamilton acredita que a temporada 2016 da F1 será mais equilibrada. Com a Ferrari em "posição de caçadora", o britânico acredita que o time italiano possa incomodar a Mercedes, ainda que os prateados estejam se preparando bem para o próximo ano

Lewis Hamilton espera uma temporada 2016 bem mais equilibrada que a de 2015. Nesta quinta-feira (12), o tricampeão afirmou que espera evolução da Ferrari e vê no time italiano um adversário à altura.
 
Perguntado pelo GRANDE PRÊMIO se a Ferrari tem potencial para ser uma adversária ainda mais perigosa em 2016, Hamilton respondeu que sim. No entanto, não sabe se os italianos já podem aparecer na frente da Mercedes.
 
"Não tenho dúvidas de que a Ferrari será forte no ano que vem. Eles já estiveram nessa posição antes. E acho que, em algum momento, vão ser os principais rivais. Eles fizeram um progresso incrível neste ano. E nós temos de entender que eles vão avançar ainda mais no ano que vem. Agora, se eles vão estar à frente de nós no ano que vem, eu não tenho ideia", disse.
 
O inglês, no entanto, garantiu que vem acompanhando a preparação da Mercedes e se disse confiante no progresso dos prateados para 2016.
 
"Por outro lado, eu também estive na fábrica da Mercedes na semana passada e fiquei confiante com o que vi por lá. Estamos totalmente focados. Tenho 100% de confiança nas decisões da equipe para 2016 e estou feliz com o progresso que temos feito. E não tenho dúvida de que temos as melhores pessoas trabalhando por trás disso tudo por nós", afirmou ao GP.
Hamilton espera uma temporada de 2016 mais equilibrada (Foto: Getty Images)
Hamilton elogiou os novos motores da Ferrari e admitiu que os italianos estão cada vez mais próximos em termos de potência. Para o tricampeão, a Ferrari será uma grande força na temporada 2016.
 
"Acho que o último passo que eles deram em Austin os deixou muito, muito perto. Mas acho que ainda há áreas em que o motor da Mercedes é melhor. Mas quando você está no topo é sempre difícil manter essa diferença. É sempre mais fácil quando se está na posição do caçador. Não sei se a Ferrari vai ter mais alguma novidade para esse ano, mas, definitivamente, eles vão vir fortes em 2016", completou.
 

O GRANDE PRÊMIO acompanha o GP do Brasil com grande cobertura 'in loco' com Flavio Gomes, Evelyn Guimarães, Fernando Silva e Rodrigo Berton. Acompanhe aqui.

PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Essa molecada da F1 vem para o Brasil e se acaba na coxinha e no pão de…

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube