Hamilton planejou saída da McLaren e pediu ajuda para ter vaga na Red Bull, revela Ecclestone

Bernie Ecclestone, dirigente máximo da F1, revelou em uma entrevista ao jornal britânico ‘The Mail’, que Lewis Hamilton lhe pediu ajuda para garantir uma vaga na Red Bull no ano passado


Bernie Ecclestone voltou a dar detalhes sobre a saída de Lewis Hamilton da McLaren. Em entrevista à publicação britânica ‘The Mail’ deste domingo (24), o dirigente máximo da F1 declarou que o britânico o pediu para ajudá-lo a garantir uma vaga na Red Bull para a temporada 2013. De acordo com Ecclestone, o campeão de 2008 mirava a vaga ao lado de Sebastian Vettel em saída da McLaren. 
 
Ainda de acordo com o Bernie, o acordo só não foi possível porque Dietrich Mateschitz, dono da equipe rubro-taurina, optou por manter Mark Webber por mais uma temporada, por se sentir leal ao piloto australiano. 
Ecclestone afirmou que Hamilton teria vaga na Red Bull se Webber tivesse deixado equipe (Foto: Bruno Terena/Grande Prêmio)
As informações do GP da Malásia em tempo real
Especial F1 2013, a temporada imprevisível
A volta virtual em Sepang, narrada por Massa

“Sebastian não teria se importado se Lewis tivesse assinado com o time”, disse Ecclestone. “Dietrich é muito honesto, um cara direto e disse a Mark que a porta estava aberta para ele ficar. Isso foi bom para ele”, comentou. 

 
“Se Mark tivesse saído, Dietrich teria assinado com Lewis”, assegurou o chefão da categoria máxima do automobilismo mundial. 
 
Não é de hoje que o interesse de Hamilton pela Red Bull é assunto na imprensa. Em 2011, a revista inglesa ‘Autosport’ revelou que o piloto havia procurado Christian Horner, chefe da escuderia dos energéticos, no GP do Canadá pedindo por um acordo. 
 
Com a porta da Red Bull fechada, Ecclestone contou que foi ele quem sugeriu que Hamilton negociasse com a Mercedes, inclusive revelando que no início Lewis não gostou da ideia. 
 
“Porque não conversar com a Mercedes, Lewis?”, Ecclestone relembra ter sugerido a Hamilton. “Lewis revirou os olhos, mas eu disse a ele que ele não tinha nada a perder, já que queria sair da McLaren”, completou. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube