Hamilton vê chance de vitória escapar com erro em Ímola. Mas volta à prova em marcha ré

Lewis Hamilton perseguia Max Verstappen depois de ter feito seu pit-stop. Mas o heptacampeão cometeu um erro ao escapar na curva Tosa e chegou a bater na barreira de proteção. Por sorte e pela marcha ré do carro da Mercedes, Lewis conseguiu voltar à prova, fez um novo pit-stop e caiu para nono no GP da Emília-Romanha

Lewis Hamilton escapou da pista e chegou a danificar a asa

O insano GP da Emília-Romanha reservou um momento capital na volta 31 da corrida em Ímola. Lewis Hamilton, que perseguia Max Verstappen depois que os dois pilotos fizeram seus respectivos pit-stops e aceleravam com pneus para pista seca (compostos médios), cometeu um erro crucial e escapou na entrada da curva Tosa. O heptacampeão passou pela brita e não conseguiu evitar o impacto na barreira de proteção. Parecia o fim da linha, mas foi então que a corrida reservou mais uma surpresa.

Hamilton acionou a marcha ré do carro da Mercedes, saiu lentamente do trecho da batida e conseguiu voltar à pista. Com a asa dianteira toda avariada em razão do choque na barreira de proteção, o heptacampeão se arrastou até o pit-lane e conseguiu chegar a tempo para que a Mercedes realizasse a troca da peça, o que permitiu ao piloto retomar à prova.

Qualquer chance de vitória, no fim das contas, escapou por completo em razão do incidente na Tosa. Mas Hamilton conseguiu voltar na nona colocação.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Lewis Hamilton cometeu um erro durante a corrida em Ímola (Foto: Reprodução/TV)

De certa forma, o britânico de 36 anos acabou sendo até beneficiado pelo fortíssimo acidente ocorrido na mesma volta e que envolveu Valtteri Bottas e George Russell. Os dois pilotos se chocaram na entrada da chicane Tamburello depois que Russell tentou a ultrapassagem sobre o finlandês, tocou a roda na grama molhada, rodou e acertou a Mercedes #77.

A direção de prova chegou a acionar o safety-car, mas os inúmeros detritos na pista fizeram com que a bandeira amarela mudasse para vermelha, interrompendo a corrida.

No pit-lane, as imagens mostraram um Hamilton desolado por saber que as chances reais de vitória se perderam com o seu erro.

No momento em que a bandeira vermelha foi acionada, Max Verstappen, da Red Bull, é o líder, seguido pela Ferrari de Charles Leclerc e pela McLaren de Lando Norris. Sergio Pérez, da Red Bull, é o quarto, seguido pela Ferrari de Carlos Sainz e pela McLaren de Daniel Ricciardo. Hamilton vai retomar a corrida na nona posição.

O britânico estava uma volta atrás do líder, mas a direção de prova permitiu que todos os pilotos que tinham essa volta de desvantagem fizessem descontassem antes da relargada, que vai ser em movimento.

A retomada está prevista para 11h25 (de Brasília).

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar