Hiato da família Schumacher na Fórmula 1 coincide com domínio de Hamilton

Lewis Hamilton igualou os números de Michael Schumacher, porém, curiosamente nunca foi campeão mundial com um membro da família no grid. Mick vai correr em 2021 pela Haas. Informação foi confirmada nesta quarta-feira

Mick Schumacher será o responsável por trazer o famoso sobrenome de volta ao grid da Fórmula 1. O jovem alemão foi contratado pela Haas e vai competir na temporada 2021 do Mundial, ao lado do russo Nikita Mazepin. Anúncio foi feito nesta quarta-feira (2).

O pai, Michael, foi o maior vencedor da história da Fórmula 1. São sete títulos mundiais e 91 vitórias. Recentemente, ele foi ultrapassado por Lewis Hamilton, que igualou o número de campeonatos e agora soma 95 vitórias na carreira.

Curiosamente, o domínio de Hamilton na Fórmula 1 aconteceu no hiato da família Schumacher na Fórmula 1. Quando Lewis chegou ao grid pela McLaren, em 2007, Michael tinha anunciado aposentadoria no ano anterior. Apesar de ter sido a grande sensação da temporada, o inglês terminou com o vice-campeonato.

MICK SCHUMACHER; SÓCHI; RÚSSIA; FÓRMULA 2;
Mick Schumacher em Sóchi (Foto: Prema Powerteam)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O primeiro título de Hamilton veio justamente em 2008, quando outro membro da família Schumacher deixou o grid. Ralf foi dispensado da Toyota e não achou outro espaço, partindo para competição no DTM.

Em 2010, Michael surpreendeu e anunciou o retorno, com 39 anos de idade. Ele assinou com a Mercedes, em uma passagem de pouco sucesso, com apenas um pódio conquistado. Neste meio tempo, Lewis viu Sebastian Vettel comandar a dinastia da Red Bull com títulos consecutivos entre 2010 e 2013.

Decepcionado com o próprio desempenho, Michael anunciou nova aposentadoria ao fim de 2012, o que abriu espaço para Hamilton desembarcar na Mercedes. Ele não teve, porém, a possibilidade de acompanhar Lewis fazendo história com a equipe, já que está em coma desde um acidente de esqui, em dezembro de 2013.

Desde que assinou com a Mercedes, Hamilton conquistou os títulos mundiais em 2014, 2015, 2017, 2018, 2019 e 2020, empatando com Michael Schumacher no número de campeonatos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube