Hülkenberg abandona após acidente com Massa, toma punição e reclama: “Não ouviram as diferentes opiniões”

Nico Hülkenberg ficou bastante frustrado com o incidente com Felipe Massa e o abandono no GP de Cingapura. O alemão também comentou a punição de três posições que recebeu para o grid do GP do Japão e criticou a direção de prova por sequer ter ouvido seu lado

O GP de Cingapura terminou de péssima forma para Nico Hülkenberg. Após largar em 11º, o alemão vinha fazendo boa prova neste domingo (20), mas, em disputa com Felipe Massa pelo nono lugar, deu adeus à disputa. Além do incidente ter acabado com sua participação na prova, Hülkenberg ainda foi considerado culpado, perdendo três posições no grid da próxima etapa do campeonato, no Japão.
 
Em entrevista logo após o abandono, o germânico se defendeu e mostrou grande frustração por não completar a prova.
 
"Bem frustrante. Terminar uma corrida cedo assim é desapontador, irritante. Eu estava no traçado, ele estava saindo dos boxes e me tocou por trás", disse.
 
Para Hülkenberg, a culpa pelo acidente foi de Massa.
 
"Eu o vi saindo dos boxes, mas sabia que estava à frente, e então eu fui atingido por trás", seguiu.
O choque com Massa encerrou a prova de Hülkenberg (Foto: AP)
O alemão do carro #27 também não gostou nada de ter sido punido antes mesmo de poder conversar com a direção de prova.
 
"Estranho, não entendi porque deram a punição tão rápido e sem ouvir as diferentes opiniões. Vou voltar para o box e conversar", completou.
 
Hülkenberg é o 11º colocado na classificação do Mundial de Pilotos. O alemão tem 30 pontos anotados.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube