Hülkenberg reforça interesse na Fórmula 1 para 2021: “Não estou olhando para fora”

Ainda sem vaga garantida para a temporada 2021, o alemão ainda não desistiu de encontrar um assento para retornar à categoria

Nico Hülkenberg não está avaliando opções fora da Fórmula 1 para 2021. Sem vaga garantida para a próxima temporada, o alemão destacou que o maior interesse é voltar para a categoria e caso não consiga um lugar, começar a olhar para os lados.

Com a chegada de Esteban Ocon à Renault para este campeonato, o recordista de mais corridas sem pódio ficou a pé. Entretanto, voltou ao grid em três oportunidades usando as cores da Racing Point – duas substituindo Sergio Pérez, positivo para Covid-19, e uma Lance Stroll, também doente.

“Não estou necessariamente olhando para fora da Fórmula 1. Um pouco, é claro, tenho de ter ciência disso. Não sou alguém que precisa se apressar para a próxima coisa ou cockpit no momento. Acho que preciso ser claro para o que realmente quero fazer – Fórmula 1”, disse.

“Caso a porta se feche, ótimo, vou olhar para o lado e ver o que quero e se quero fazer algo. Mas ainda não estou lá ainda. Claro, meu nome está ligado a algumas equipes, então, é esperar e ver o que fazem e o que querem”, completou.

Hülkenberg ainda está voltando a atenção para a Fórmula 1 (Foto: Mark Thompson)


Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“A situação na F1 são 20 vagas – é muito limitado. É algo fora do meu controle e outras pessoas tomam essa decisão por mim, ou para mim. Mas não estou muito estressado sobre isso. Quando tive a chance neste ano entreguei um bom resultado. Quando não está na temporada completa é difícil”, seguiu.

“Se não é visto, as pessoas tendem a esquecer rapidamente. Só lembram da última corrida. Não é fácil deixar uma impressão, então, fiquei feliz em correr algumas provas e ir bem, acho que fiz o que tinha de fazer e agora é com eles. Mais do que isso, acho que é uma boa lembrança do que sou capaz de fazer”, pontuou.

“Mas não é como se alguém tivesse colocado um contrato na minha frente, não foi esse tipo de impacto. Por outro lado, se tivesse sido um ano normal, sem coronavírus, sem substituições, também não teria um contrato na minha frente. Então, isso não mudou a situação, mas é claro que as pessoas estão mais atentas, meu nome tem sido bastante citado e isso é bastante positivo”, concluiu.

Nas duas corridas que chegou a disputar – não conseguiu disputar o GP da Inglaterra por problemas no carro antes da largada -, conseguiu um sétimo e oitavo lugares, aparecendo em 15º na classificação, à frente da dupla da Alfa Romeo, por exemplo. O nome de Hülkenberg tem sido apontado como substituto de Alexander Albon na Red Bull no próximo ano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube